Com uma carreira de quase 50 anos em Hollywood, Sylvester Stallone se tornou um dos astros de ação mais conhecidos do mundo, interpretando personagens icônicos como Rambo e Rocky.

Atualmente com 73 anos, Stallone continua na ativa. O ator lançou um novo filme do Rambo no ano passado. Infelizmente, o longa não foi bem recebido por críticos especializados e uma boa parte dos fãs.

2020 pode até ter pegado Stallone de surpresa, mas com certeza não foi tão movimentado e dramático como os anos mais confusos da vida do ator: 1994 e 1995.


Confira abaixo tudo sobre essa história!

Término

Sylvester Stallone se casou três vezes, s finalmente encontrou a felicidade com a esposa Jennifer Flavin.

Antes de sossegar com a esposa, o ator terminou o relacionamento com Jennifer usando um pacote do correio, pouco antes de iniciar um noivado com outra modelo, que supostamente estava esperando seu filho.

Traição

Na época Sylvester Stallone não revelou os detalhes, porém já se sabe que o ator estava vivendo um affair com outra mulher, a modelo Janice Dickinson.

Dias depois do término, o agente de Jennifer confirmou que Stallone havia traído a então namorada.

DNA

Em 1995, tablóides e outros veículos jornalísticos reportaram que Sylvester Stallone era o verdadeiro pai de Savannah, a filha recém nascida de Janice Dickinson.

Stallone e Dickinson chegaram a ficar noivos por um curto período de tempo, até um teste de DNA provar que o astro não era o pai biológico de Savannah.

Aqui se faz, aqui se paga

Em sua autobiografia publicada em 2002, Janice Dickinson admitiu que estava dormindo com mais três homens na época em que se relacionava com Stallone.

Na época, a modelo acreditava que Stallone era o verdadeiro pai de Samantha, mas também admitiu que a paternidade podia ser do produtor Michael Birnbaum.

Retorno

No final de 1995, Stallone percebeu que havia cometido um grande erro e voltou com Jennifer Flavin.

O ator se tornou um parceiro “impecável” para Jennifer, e o casal celebrou o nascimento da primeira filha, Sophia, em 1996.