Publicidade

Traições e abuso mental: entenda a complicada relação de Angelina Jolie e seu pai

Publicado por Guilherme Coral

06/10/2020 10:44

O relacionamento de Angelina Jolie e seu pai, o renomado ator Jon Voight, permanece complicado até hoje. O ator de Hollywood não falou com sua filha por anos, após a morte da mãe de Jolie, Marcheline Bertrand.

Antes do falecimento de Bertrand, já não era segredo que Voight não era o melhor dos maridos, quando ainda estavam juntos. Ele traiu a ex-esposa, algo que chegou a admitir e abandonou a família, o que inclui James Haven, irmão de Angelina Jolie, que foi profundamente abalado pela separação.

Em 2007, pouco após o falecimento de Marcheline Bertrand, Angelina Jolie fez uma poderosa declaração sobre a mãe, que deixou bem claro o seu relacionamento com o pai.

“Ela estudou para ser atriz, mas casou-se com meu pai e, aos 28 anos, estava divorciada com dois filhos”, disse Jolie. “Ela desistiu de seus sonhos… eu sou a filha da minha mãe”.

“Meu amor pelas crianças, meus valores, se importar com o que acontece no mundo, tudo isso vem dela… eu sinto muita falta dela, todos os dias. Eu tento criar meus filhos da forma que minha mãe me criou. Eu não tive um pai presente”.

Traição e abuso mental

No passado, Jon Voight admitiu que seu casamento de sete anos com Bertrand foi prejudicado pelas suas traições.

“Eu tive um caso e aconteceu o divórcio. Há muita mágoa e raiva… eu costumava ter um problema com o desejo, mas não mais. Conforme eu fico mais velho, o sangue vai esfriando”.

James Haven, o irmão de Angelina Jolie, contudo, diz que o pai deu um relato irreal do que aconteceu de verdade. Em entrevista ao Express, ele disse que sua mãe, ex-esposa de Voight, sofreu muita dor emocional do abuso mental cometido pelo ator.

“Ele fez minha mãe passar por anos de abuso mental”, disse Haven.

Um amigo da família ainda disse: “Jon Voight foi um pai terrível para ela na época. Ele traiu sua mãe. Marcheline ficou de coração partido. Ela me disse que Jon abusou emocionalmente dela. Ela disse que ele era apaixonado por uma estrela de Hollywood. Angelina teve dificuldades enquanto crescia por causa disso. Ela tem muita hostilidade em relação ao pai”.

Jon Voight negou as alegações de abuso mental, mas permanece distante da filha até hoje. São raras as ocasiões em que vemos os dois juntos.

Publicidade