O agente Chris Huvane, que gerenciava a carreira de Chadwick Boseman, o eterno Pantera Negra da Marvel, fez uma homenagem ao amigo. O fato comoveu os fãs.

No Instagram, o profissional revelou que fez uma tatuagem para o astro de Vingadores. A imagem usada é de uma foto que se popularizou quando Chadwick Boseman morreu, aos 43 anos, em 2020.

“Agora você está eternamente perto do meu coração, CB. Aquele grande sorriso. Nós sentimos muita falta de você”, escreveu o agente e amigo.


A tatuagem foi feita pelo artista Nathan Kostechko. Huvane afirma que ainda se sente “devastado” e “com raiva” que Chadwick Boseman morreu.

“Você fez cada pequeno grupo de amigos importante, seja na luta diária ou ao compartilhar a sua arte ao redor do mundo”, ainda comentou o agente. “Me sinto sortudo de ter participado do mundo que você construiu. Agora tenho um novo grupo de amigos por sua casa. E uma família”, destacou Huvane.

Confira abaixo a homenagem feita pelo amigo e agente ao eterno Pantera Negra da Marvel.

Ator ainda tem um filme

Vingadores: Ultimato fica marcado como a despedida de Chadwick Boseman na Marvel, como Pantera Negra. Mas, em Hollywood, o ator ainda tem um longa.

O artista estará em A Voz Suprema do Blues. O longa chegará pela Netflix.

Baseado na peça do vencedor do Prêmio Pulitzer August Wilson, A Voz Suprema do Blues conta a história da “Mãe do Blues”, que é interpretada por Viola Davis.

Além de Viola Davis e Chadwick Boseman, que já estão sendo citados como candidatos a prêmios de atuação, A Voz Suprema do Blues é estrelado por Colman Domingo, Glynn Turman, Michael Potts, Taylour Paige e Dusan Brown.

Dirigido por George C. Wolfe e adaptado para o cinema por Ruben Santiago-Hudson, o filme é produzido pelos indicados ao Oscar de Um Limite Entre Nós, Denzel Washington e Todd Black.

Você pode conferir a sinopse oficial de A Voz Suprema do Blues abaixo.

“As tensões e as temperaturas aumentam ao longo de uma sessão de gravação vespertina na Chicago dos anos 1920, enquanto uma banda de músicos espera a artista pioneira, a lendária ‘Mãe do Blues’, Ma Rainey (vencedora do Oscar Viola Davis).”

“No final da sessão, a destemida e impetuosa Ma se envolve em uma batalha de vontades com seu empresário e produtor branco pelo controle de sua música.”

“Enquanto a banda espera na claustrofóbica sala de ensaio do estúdio, o ambicioso trompetista Levee (Chadwick Boseman) – que está de olho na namorada de Ma e está determinado a reivindicar sua própria vida na indústria musical – incita seus colegas músicos a uma erupção de histórias que revelam verdades que mudarão para sempre o curso de suas vidas.”

A Voz Suprema do Blues, com Viola Davis e Chadwick Boseman, será lançado na Netflix em dezembro.