Angelina Jolie e atriz de Piratas do Caribe: Romances de Johnny Depp são revelados

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Johnny Depp esteve romanticamente envolvido com algumas atrizes de alto escalão, como Angelina Jolie, Keira Knightley e Marion Cotillard, segundo Tatiana Siegel, do THR.

Depp já trabalhou com as três em determinado ponto de sua carreira. Em 2010, em O Turista, contracenou com Jolie. Já nos três primeiros Piratas do Caribe trabalhou junto de Knightley. E atuou ao lado de Marion Cotillard em 2009, no filme Inimigos Públicos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo o THR, Depp terá de entregar todo tipo de comunicação com resposta em conexão às pessoas com quem esteve romanticamente envolvido.

Ainda é incerto o quão grande será tal lista de parceiras, mas ambos o THR e o Vulture nomearam as três atrizes, baseado no que foi entregue ao tribunal.

Isso faz parte do processo de difamação de Johnny Depp contra Amber Heard, atriz de Aquaman e ex-esposa do ator, que o acusou de tê-la agredido enquanto eram casados.

Nenhum desses relacionamentos entre Johnny Depp e as três atrizes foram confirmados pelas estrelas e tampouco foram tornados públicos na época.

Johnny Depp perde processo e toma medida desesperada

Johnny Depp perdeu o processo contra o jornal The Sun, que o chamou de “espancador de esposa”. Agora, o astro de Piratas do Caribe recorreu diretamente à corte de apelação britânica.

Acusado de ter agredido a atriz Amber Heard, sua ex-esposa, Johnny Depp chegou a recorrer à decisão judicial em novembro de 2020, mas foi recusado.

Depois dessa decisão do juiz, o ator de Piratas do Caribe declarou: “O julgamento surreal na corte britânica não vai mudar minha luta para contar a verdade e eu confirmo que planejo apelar na corte”.

Conforme o THR, Johnny Depp deu entrada no pedido de apelação. Mais detalhes, incluindo prazos, não foram oferecidos.

Além desse caso, o ator ainda vai enfrentar uma batalha jurídica contra Amber Heard em 2021.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio