Publicidade

Herança de Freddie Mercury tem segredo que vai emocionar fãs

Publicado por Victor Carvalho

21/12/2020 21:30

Freddie Mercury, o notável e lendário vocalista do Queen, é uma daquelas personalidades que passou por este mundo para brilhar; e fazer isso eternamente. Há pouco tempo, completaram-se 29 anos desde sua morte.

E, desde então – mas também, desde sempre -, inúmeras notícias, curiosidades e memórias surgem sobre ele.

Na verdade, já foram contadas histórias sobre sua grande companheira e grande herdeira, Mary Austin; sobre sua vida louca e até mesmo sobre sua amizade com Princesa Diana e a vez em que saíram durante uma noite, quando a princesa de Gales teve que se disfarçar de homem para que não a reconhecessem.

Porém, há um lado pouco conhecido de Freddie Mercury. E é que todo dia 24 de dezembro, na véspera de Natal, até hoje, seus entes queridos recebem presentes em casa que são enviados em seu nome.

Emocionante segredo

Embora não tenha a exposição de outros como a divisão de seus bens ou o destino de suas cinzas (fato que só Mary Austin conhece), há uma cláusula tão contundente quanto emocionante no testamento de Freddie. É um acordo que ele assinou – claro, em vida – com a loja inglesa Fortnum & Mason.

Pelo acordo, todo final de ano, a empresa deve enviar uma caixa com presentes para as pessoas que foram seus companheiros mais próximos. Entre eles está quem era seu parceiro, Jim Hutton, seu ex-empresário e outras figuras que foram fundamentais para Freddie Mercury.

“Achamos que é um gesto encantador, que sabemos que se repete todos os anos”, disse um porta-voz da loja à revista britânica Mirror.

Se você levar em conta como o lendário cantor vivia cada Natal, aniversário ou data especial, não é de estranhar que – mesmo tendo passado para a eternidade – continue a enviar presentes a quem mais amava.

“Num Natal, ele comprou-me um anel e colocou-o na maior caixa que conseguiu encontrar.”

“Abri a caixa e dentro havia outra caixa, e assim por diante, até chegar a uma caixa minúscula. Quando abri, havia um belo anel egípcio com um escaravelho. Era para trazer boa sorte”, relembra Mary Austin de acordo com o que foi relatado na biografia de Freddie.

O ex-assistente de Freddie Mercury, Peter Freestone, disse em uma entrevista ao Express Online que anotou todos os aniversários em um caderno. E ele até convidou qualquer amigo ou parente que não tinha planos para a véspera de Natal para sua mansão.

O próprio Elton John lembrou que no Natal de 1991, pouco mais de um mês após a morte de Freddie Mercury, ele recebeu uma aquarela do cantor do Queen.

E o seu enorme coração não se abria apenas para os amigos e familiares: também, todos os dias 24 de dezembro, à noite, pagava jantares de Natal servidos em hospitais para doentes com HIV.

Publicidade