Na Netflix, Anitta revela ser vítima de estupro

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cantora Anitta revelou ter sido vítima de estupro quando era adolescente, no primeiro episódio da série documental da Netflix, Anitta: Made in Honório.

A artista falou sobre suas relações quando era jovem, incluindo com um namorado que descreve como autoritário. Ela disse ser diferente de como é hoje em dia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Ele estava muito nervoso, muito estressado. Eu estava com bastante medo das reações dele e eu acabei perguntando se ele queria ir pra um lugar só nós dois”.

“Rapidamente, na mesma hora, ele parou o estresse dele e perguntou se eu tinha certeza. Eu falei que sim. Mas hoje eu tenho plena certeza que eu falei que sim, porque eu tinha muito medo do estresse dele”, disse Anitta.

A artista começou a chorar no documentário da Netflix, mas ainda assim continuou seu relato.

“Quando eu cheguei lá, eu realizei que não era certo fazer aquilo por medo e eu falei que não queria mais. Mas ele não ouviu. Ele não falou nada. Ele só seguiu fazendo o que ele queria fazer”.

“Quando ele acabou, ele saiu, foi abrir uma cerveja e eu fiquei olhando pra cama cheia de sangue”.

Do trauma nasce Anitta

Anitta revelou que sentiu culpa por conta disso por anos e que somente há pouco tempo enxergou que não foi culpa sua, que não foi responsável por esse estupro.

Para superar o abuso sexual, ela criou a personagem Anitta (seu nome verdadeiro é Larissa).

“Pra todos vocês que se perguntam de onde nasceu a Anitta. Nasceu daí. Da minha vontade e necessidade de ser uma mulher corajosa, que nunca ninguém pudesse machucar, que nunca ninguém pudesse fazer chorar, magoar. Que sempre tivesse uma saída para tudo. Foi daí. Eu criei essa personagem aí”.

Anitta: Made in Honório está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio