A verdade sobre a trágica morte de Bruce Lee

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Séries e filmes de luta fazem o maior sucesso! A tendência é comprovada por Cobra Kai, produção da Netflix que continua a história de Karatê Kid. Um astro do cinema em especial foi essencial para a divulgação das artes marciais orientais no ocidente: Bruce Lee.

Nos anos 70, o ator mostrou seu prodigioso talento nas artes marciais em diversos filmes que ajudaram a popularizar técnicas como o Karatê e o Kung-fu entre o público ocidental.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 1973, o astro deixou oriente e ocidente enlutados com sua trágica e inesperada morte, que na época foi envolta em mistério e especulações.

Confira abaixo tudo sobre o triste acontecimento!

A queda do Dragão

Em 1973, Bruce Lee estava se preparando para o lançamento de seu projeto mais importante: Operação Dragão. Voltado principalmente ao público ocidental, o filme é considerado até hoje um dos melhores longas de artes marciais de todos os tempos.

O ator estava gravando a dublagem do filme no Estúdio Golden Harvest quando sofreu um colapso físico e começou a convulsionar.  Lee foi levado ao Hospital Batista de Hong Kong, mas foi liberado após alguns dias de observação e repouso.

O episódio foi súbito, chocante e misterioso, já que Bruce Lee era considerado um exemplo perfeito de saúde. Mesmo assim, o astro foi diagnosticado com um edema cerebral – um excesso de pressão no cérebro, normalmente causado pelo excesso de líquido cefalorraquidiano.

Após outro ataque súbito de convulsões, Bruce Lee foi internado no Hospital Rainha Elizabeth, mas acabou morrendo dias depois.

Bruce Lee, o ator chinês que fez carreira no Karatê, Kung-Fu e outras artes marciais no cinema, morreu no Hospital Rainha Elizabeth após ser encontrado inconsciente em sua casa. Ele tinha 32 anos”, afirmou o jornal The New York Times.

Infelizmente, o ator não pôde presenciar o sucesso e influência de Operação Dragão, seu projeto mais aguardado e querido.

“Quando o essencial filme Operação Dragão estreou em agosto de 1973, era exatamente o que o Bruce Lee estava aguardando: o protagonismo em uma produção de Hollywood”, afirmou a WAMC Northeast Public Radio em 2018.

O filme faturou 350 milhões de dólares nas bilheterias do mundo todo. Ajustado à inflação, o valor equivale hoje em dia a cerca de 1 bilhão de dólares. Com um orçamento de apenas 850 mil dólares, o longa se tornou um dos mais lucrativos de todos os tempos.

A morte de Bruce Lee também impediu o controle do legado do astro. Segundo um artigo escrito por Anna Trowby na revista Variety, a morte do astro deixou “uma lacuna no gênero das artes marciais, a qual os estúdios estavam dispostos a explorar por razões comerciais”.

É claro que a súbita morte de Bruce Lee deu origem à várias teorias da conspiração. Em uma biografia do ator, o escritor Matthew Polly afirma que Lee não morreu devido ao edema cerebral, mas por insolação.

“Meses antes de morrer, Bruce Lee removeu cirurgicamente as glândulas sudoríparas das axilas, já que não gostava de aparecer com marcas de suor nos filmes. O dia que ele morreu, 20 de julho de 1973, fez parte de um dos meses mais quentes da história de Hong Kong. Bruce estava treinamento vigorosamente uma cena de kung-fu quando começou a passar mal, deitou para descansar e nunca mais se levantou”, afirmou o autor.

Além disso, uma teoria bem mais bizarra afirmava que Bruce Lee havia sido assassinado pela máfia chinesa. A teoria chegou a ser compartilhada pelo rapper Kanye West, que não apresentou provas para a afirmação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio