Foi salvo por jovem: Michael Jackson quase morreu na década de 1980

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Billie Jean certamente é um dos maiores sucessos de Michael Jackson. O que nem todos sabem é que ele quase morreu enquanto estava criando a emblemática canção.

Em sua autobiografia, Moonwalk, Michael Jackson contou sobre o dia fatídico que quase morreu por conta da música.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Um dia, durante uma pausa em sessão de gravação, eu estava na rodovia Ventura com Nelson Hayes, que estava trabalhando comigo na época”, escreveu Jackson. “Billie Jean estava na minha cabeça e eu só pensava sobre isso. Estávamos saindo da rodovia quando um garoto em uma moto para ao nosso lado e diz, ‘seu carro está pegando fogo’”.

“De repente percebemos a fumaça e paramos o carro. Toda a parte de baixo do Rolls-Royce estava pegando fogo. O garoto provavelmente salvou nossas vidas. Se o carro tivesse explodido, teríamos morrido. Mas eu estava tão mergulhado por essa melodia na minha cabeça que eu nem foquei nas terríveis possibilidades até mais tarde. Mesmo enquanto pedíamos ajuda, buscando uma forma alternativa de chegar até onde estávamos indo, eu silenciosamente estava compondo material adicional, eu estava muito envolvido com Billie Jean”, continuou o Rei do Pop.

Felizmente deu tudo certo e Billie Jean se tornou um dos maiores sucessos de Michael Jackson.

Segredo assustador de Michael Jackson é revelado

Michael Jackson sempre negou ter feito mais de duas cirurgias plásticas no seu nariz – uma em 1979, e outra em 1981. Mas é inegável que seu nariz mudou consideravelmente nos últimos anos de sua vida, tendo ficado mais fino.

Relatos perturbadores foram dados sobre esse assunto, dizendo que, no fim da sua vida, o Rei do Pop sequer nariz tinha.

Enquanto filmava o tour Dangerous, em Munique, em 1992, o diretor de clipes Rudi Dolezal disse que Michael Jackson se recusava a aparecer na frente das câmeras enquanto não se apresentava. Isso porque “nesses dias, ele não tem nariz”.

“Ele precisava de um nariz de plástico que demorava horas para se colocar, além da maquiagem”, disse Dolezal ao Page Six (via Frances Kindon, do Mirror).

O mais assustador, contudo, é o que Michael Jackson supostamente tinha em sua casa, conforme alegou seu emprego doméstico, Adrian McManus.

“No seu armário, ele tinha um pote com narizes falsos e cola. Ele disse que os usava para se disfarçar. Mas alguns eram similares ao seu nariz de verdade, mas sem o buraco”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio