Segredo assustador de Michael Jackson é revelado; confira

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Michael Jackson sempre negou ter feito mais de duas cirurgias plásticas no seu nariz – uma em 1979, e outra em 1981. Mas é inegável que seu nariz mudou consideravelmente nos últimos anos de sua vida, tendo ficado mais fino.

Relatos perturbadores foram dados sobre esse assunto, dizendo que, no fim da sua vida, o Rei do Pop sequer nariz tinha.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto filmava o tour Dangerous, em Munique, em 1992, o diretor de clipes Rudi Dolezal disse que Michael Jackson se recusava a aparecer na frente das câmeras enquanto não se apresentava. Isso porque “nesses dias, ele não tem nariz”.

“Ele precisava de um nariz de plástico que demorava horas para se colocar, além da maquiagem”, disse Dolezal ao Page Six (via Frances Kindon, do Mirror).

O mais assustador, contudo, é o que Michael Jackson supostamente tinha em sua casa, conforme alegou seu emprego doméstico, Adrian McManus.

“No seu armário, ele tinha um pote com narizes falsos e cola. Ele disse que os usava para se disfarçar. Mas alguns eram similares ao seu nariz de verdade, mas sem o buraco”.

Irmã ataca Michael Jackson

Um dos assuntos mais pesquisados entre os fãs são as acusações feitas contra Michael Jackson – principalmente de abuso infantil. Vale dizer que a justiça inocentou o cantor dessas alegações.

Porém, elas deixaram marcas mais profundas do que boatos que perseguem o legado do cantor. As acusações também trouxeram consequências para família do Rei do Pop.

As acusações fizeram Michael Jackson se afastar da irmã La Toya. O motivo é bastante polêmico.

La Toya, em 1993, se pronunciou sobre as acusações feitas contra o irmão. Porém, a famosa ficou ao lado daqueles que estavam contra Michael Jackson.

La Toya deu uma entrevista em 1993 para MTV. O assunto foram as alegações de que Michael Jackson tinha relações com Jordan Chandler, de 13 anos na época.

A famosa não apresentou evidências sobre as alegações. Porém, deu declarações que motivaram aqueles que estavam contra o Rei do Pop.

Primeiro, La Toya disse que também tinha passado por um relacionamento abusivo e sabia como era difícil vencer o silêncio. Depois, ainda afirmou que as “vítimas” de Michael Jackson estavam com medo.

A cantora disse que achava estranho o irmão dormir com menores de idade no mesmo quarto. Além disso, La Toya declarou ter supostamente visto vários cheques com quantias milionárias com a mãe. Eles teriam sido entregues para os pais das supostas vítimas – conforme a irmã do músico.

“Se Michael não tem nada a esconder, então não existe motivo para ele fazer cheques de US$ 20 milhões, não é mesmo? Eu sou uma vítima, sei como é e não quero que essas crianças tenham medo por toda vida delas”, declarou La Toya na época.

Após as acusações, Michael Jackson teria mantido contato apenas com a irmã Janet. Os dois teriam uma forte conexão.

Em 2011, La Toya voltou a chamar atenção. Apenas dois anos após a morte do irmão, a famosa publicou um comunicado afirmando que “nunca acreditou que Michael Jackson era culpado”.

La Toya afirma que voltou a conversar com o irmão antes da morte dele. Porém, a situação nunca chegou a ser confirmada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio