Michael Jackson já trabalhou com inúmeros artistas durante sua carreira, uma delas especificamente ele supostamente amava.

Conforme a Billboard, Jackson apresentou a canção I Just Can’t Stop Loving You à Siedah Garret, que co-escreveu Man in The Mirror.

“Ei Sid, você gosta dessa canção?'”, disse Michael Jackson, segundo Siedah. “Sim, eu gosto dela”, respondeu a artista.


“Ele disse, ‘bem, você pode cantá-la?'”, disse Michael Jackson e os dois foram ao estúdio juntos.

Ela somente percebeu o que estava acontecendo ao chegar lá e os dois gravaram a canção juntos.

Segundo Quincy Jones, produtor musical, Michael Jackson deu essa oportunidade para Siedah Garrett porque a amava.

Homem teve problema em emprego por se chamar Michael Jackson

Não deve ser fácil dividir o nome com alguém famoso e Michael Jackson sentiu isso na pele por ter nascido um mês após o Rei do Pop.

Professor, Jackson começou sua carreira logo cedo e, de início, ninguém se importava com seu nome. Isso até 1984, quando ele conseguiu um emprego em uma grande escola.

No primeiro dia, o diretor foi apresentar os professores aos alunos um por um e, por ter grande equipe, ele usava o nome completo dos professores.

“O grande salão estava cheio de alunos quietos e comportados, escutando conforme outros professores eram apresentados como novos membros da equipe. Leve em consideração que, a esse ponto, o outro Michael Jackson tinha lançado Thriller dois anos antes e foi considerado o álbum mais bem vendido de todos os tempos”, disse em matéria publicada no Metro UK.

“Eu esperei aterrorizado, esperando que o diretor me chamasse apenas de Sr. Jackson. Ele não fez isso. Ao invés disso, quando ele anunciou ‘Sr. Michael Jackson’, o lugar inteiro explodiu em risadas. Foi o ponto alto do dia e não parou depois disso. Conforme fui de classe em classe ao longo do dia, eu era alvo de risadas. Era impossível ter qualquer disciplina. Os estudantes faziam muitas piadas e não paravam de falar”, continuou Michael Jackson.

“Depois de um dia, pedi para minha namorada ligar para lá, dizendo que eu não voltaria e eu nunca voltei”.

Felizmente, esse problema parece ter ido embora. Michael Jackson revelou que ninguém mais se importa desse ser seu nome.