Astro de Star Wars é acusado de agredir atriz com cadeira

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz portuguesa Lídia Franco, de 76 anos, disse que foi agredida pelo ator Adam Driver, conhecido por interpretar o antagonista Kylo Ren na franquia Star Wars.

No podcast “Era O Que Faltava”, da Rádio Comercial, a atriz disse que tudo se passou nos bastidores do filme O Homem que Matou Dom Quixote (2018), em que ambos estiveram no elenco.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu mantenho esse filme como uma experiência ruim por causa de Adam Driver”, começou por dizer a atriz que fez questão de enfatizar que o ator “é uma pessoa má”.

“Ele se comportou muito mal comigo, fisicamente. Ele me atacou”, disse Lídia.

Segundo a atriz, as agressões “não tinham nada a ver com a cena” que estavam gravando.

“Foi um ataque camuflado, com uma cadeira”, disse ela.

Suposto mau comportamento nos bastidores

Por conta disso, a produção do filme autorizou a atriz a abandonar as gravações, mas legalmente nada fizeram.

Durante o podcast, Lídia disse ainda que era difícil conviver com o ator de Star Wars nos bastidores e que o astro de Hollywood não gostava que os técnicos ficassem nos ensaios.

“Ele exigia, acho que por contrato, que ninguém pudesse olhar para ele. Se olhassem, os figurantes eram imediatamente despedidos. E aconteceu”, disse a atriz portuguesa.

Ela não entrou em detalhes sobre o que teria motivado essas alegadas agressões.

No Brasil, os filmes de Star Wars, com Adam Driver como Kylo Ren, estão agora disponíveis no Disney+.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio