Conheça a bizarra história que envolve Michael Jackson e o coronavírus

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ex-guarda-costas de Michael Jackson alegou que o cantor “previu” a pandemia de coronavírus, razão pela qual ele era frequentemente visto usando uma máscara facial enquanto estava fora de casa.

Embora seja obviamente verdade que Michael Jackson não previu diretamente esta pandemia exata, seu ex-funcionário Matt Fiddes disse que ele usava continuamente uma máscara, apesar de ser um pouco difícil para ele, porque estava ciente do potencial de vírus infecciosos se espalharem dessa maneira, e queria se proteger disso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O homem de 41 anos disse ao The Sun: “Ele sabia que um desastre natural sempre existia. Ele estava muito ciente e sempre previa que poderíamos ser eliminados a qualquer momento. Que um germe poderia se espalhar.”

“Então, às vezes ele passava por quatro países em um dia e estava em aviões com pessoas o tempo todo.”

O porquê da máscara

Matt até disse que pediu a Michael para parar de usar as proteções de rosto de brincadeira, porque ele não queria ser visto ao lado dele enquanto estava mascarado, já que era constrangedor.

Ele continuou: “Ele dizia: ‘Matt, não posso ficar doente, não posso decepcionar meus fãs. Tenho shows chegando. Estou nesta terra por um motivo. Não devo prejudicar meu voz, tenho que me manter saudável, não sei quem vou encontrar hoje, não sei o que vou passar adiante.’”

Fiddes continuou afirmando que, se Jackson estivesse vivo, ele diria “eu avisei” a todos que agora são forçados a usar uma máscara por lei para impedir a disseminação do coronavírus.

O guarda-costas também passou a dizer que o cantor iria achar a situação frustrante, porque ninguém o tinha ouvido e “as pessoas não o levavam a sério”.

Ele explicou como Michael Jackson não era realmente um germófobo, mas queria tomar todas as precauções para proteger sua voz de canto, para não deixar seus fãs decepcionados.

Michael Jackson morreu com 50 anos em 2009.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio