Reviravolta: Amber Heard, ex de Johnny Depp, pode acabar na cadeia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A briga judicial entre Amber Heard e seu ex, Johnny Depp, continua. O que nem todos sabem é que a pessoa que perder tal caso pode acabar indo parar na cadeia.

Heard enfrenta um processo de difamação aberto por Johnny Depp. Ela o acusa de violência doméstica e o ator de Piratas do Caribe nega todas as alegações.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Originalmente, conforme Jamie Lerner, do Distractify, a atriz de Aquaman conseguiu uma ordem de restrição contra o ex-marido, após demonstrar hematomas no seu rosto, supostamente causados por Johnny Depp.

A estilista de Amber Heard, Samantha McMillen, alegou que esses hematomas são falsos, dizendo ter visto a atriz nesses dias e que ela não tinha qualquer ferimento.

“Ao longo do dia 16 de dezembro de 2015, eu pude ver claramente que Amber Heard não tinha qualquer marca visível, hematoma, corte, ou ferimentos no rosto, ou qualquer parte de seu corpo”, alegou a estilista. Vale apontar que ela pode ter sido paga para dizer isso.

Caso seja provado que Amber Heard forjou evidências, ela pode enfrentar até três anos na prisão.

Amber Heard faz fortunas com palestras sobre agressão

Depois de Johnny Depp sofrer grande derrota contra o jornal The Sun, que o chamou de “espancador de esposa”, sua ex-esposa, Amber Heard deu a volta por cima.

Muitos fãs devotos do ator de Piratas do Caribe pediram pela demissão de Amber Heard de Aquaman 2, apesar de ter sido agredida, conforme determinou decisão judicial na corte britânica. Ela, todavia, apenas tem recebido mais ofertas.

Exemplo disso é a sua contratação pela The Harry Walker Agency para falar sobre os direitos de mulheres e violência doméstica.

“Como defensora dos direitos das mulheres e pelos direitos civis de sobreviventes de todo tipo de violência de gênero, Amber trabalha com organizações que encorajam sobreviventes a falarem sobre seus casos e retomar seus poderes. Amber faz viagens constantes para Washington D.C. para lutar a favor dos direitos civis de mulheres e incontáveis sobreviventes silenciosas de violência por ser mulheres”, diz o site da agência.

Para a contratação de Amber Heard em eventos, a agência cobra o valor de US$ 33 mil dólares, descrevendo suas palestras como “profundamente emocionantes”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio