The Crown vai mostrar? Família real fez Meghan Markle querer se matar

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

The Crown pode mostrar fatos assustadores sobre a realeza britânica, mas a realidade consegue superar a ficção. Meghan Markle revelou ter sido abalada por pensamentos suicidas enquanto vivia dentre a família real britânica, na Inglaterra. A esposa do príncipe Harry relatou esse período traumático da sua vida em entrevista à Oprah.

Especificamente, esses pensamentos surgiram enquanto ela estava grávida de Archie, em 2019.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu estava realmente envergonhada de dizer isso na época e envergonhada de ter que admitir para Harry, especialmente, porque eu sei quantas perdas ele sofreu”, disse Meghan Markle.

“Mas eu sabia que se não falasse nada, eu me mataria. Eu só não queria mais estar viva. E isso era muito claro, real e assustador. Esse foi um pensamento real e constante”.

A atriz disse que chegou a procurar ajuda dentro da família real, mas foi negada mais de uma vez.

“Eu me lembro dessa conversa como se fosse ontem. Eles disseram: ‘Meu coração está com você, porque vejo o quão ruim é, mas não há nada que possamos fazer para protegê-la, porque você não é uma funcionária paga da Instituição”.

“Isso não foi uma escolha. Mandei um e-mail, implorando por ajuda, dizendo muito especificamente, ‘Estou preocupada com meu bem-estar mental’. E as pessoas disseram: ‘É terrível, nós vemos’, mas nada foi feito. Então Harry e eu tivemos que encontrar uma solução”.

O casal acabou abrindo mão do status de membros sêniores da família real britânica e se mudaram para os EUA, após passarem um tempo no Canadá. Hoje em dia, Meghan Markle está grávida novamente.

Meghan Markle sofreu racismo por parte da família real

No programa de Oprah, a atriz e esposa de Harry ainda revelou ter sofrido racismo enquanto vivia dentre a família real.

Durante a entrevista, Meghan deixou bastante claro o racismo enfrentado em meio à coroa britânica. Ela disse, sem revelar nomes, que chegaram a questionar “o quão escura” seria a pele de seu filho, Archie.

Grávida novamente, a atriz de Suits disse ainda que Kate Middleton, esposa do príncipe William, a fez chorar antes do casamento. Tanto Meghan Markle, quanto Harry, contudo, elogiaram a rainha Elizabeth.

A crítica maior foi à instituição em si, embora tenha sido pintada a imagem de que alguns indivíduos em particular tenham sido responsáveis pelo sofrimento de Meghan e Harry em Buckingham.

Não bastasse isso, o casal revelou que Archie, bisneto da rainha Elizabeth, não receberia um título, por determinação da família real e que ele também não receberia qualquer tipo de segurança.

Isso tudo em meio à cobertura agressiva de tabloides britânicos. A decisão de sair do país, ir para o Canadá e, posteriormente, aos EUA, foi motivada, também, por isso. Harry não queria que a tragédia que aconteceu à sua mãe, Diana, fosse repetida.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio