Veja o que Bohemian Rhapsody não mostra sobre Freddie Mercury e amor da vida dele

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O filme Bohemian Rhapsody conta a história da ascensão de Freddie Mercury. Na trama, os fãs conhecem como o cantor teve uma alma gêmea, Mary Austin.

Os dois chegaram a namorar e casar. Quando Freddie Mercury revelou que era homossexual, os dois se separam, mas nunca se abandonaram.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mary Austin continuou por perto, sendo a melhor amiga e amor da vida de Freddie Mercury, como o próprio cantor afirmava.

Apesar da relação ganhar destaque, Bohemian Rhapsody não mostra exatamente a linha do tempo dela. A verdade é que apenas a história dos dois podia virar um filme.

O livro This the Real Life? The Untold Story of Freddie Mercury and Queen (Isso é a vida real? A história não contada de Freddie Mercury e o Queen, em tradução) traz os detalhes dessa relação. A verdade é que o ídolo do Queen e Mary Austin cresceram juntos.

A história de Freddie Mercury e Mary Austin

Freddie Mercury e Mary Austin se conheceram em 1969, quando ele tinha 24 anos e tinha acabado de se formar na faculdade de artes. Com poucos meses, eles se apaixonaram e foram morar juntos.

Eles viveram num pequeno apartamento e depois se mudaram para um local mais espaçoso. Em 1973, Freddie Mercury pediu a então namorada em casamento.

“Quando eu tinha 23 anos, ele me deu uma grande caixa no Natal. Dentro tinha outra caixa, que tinha outra caixa e assim foi, como um adorável jogo. No fim, tinha um anel. Eu fiquei chocada. Não estava esperando. Eu apenas disse, ‘Sim, eu aceito’”, relatou Mary Austin.

O casamento durou até 1976. Naquele ano, Freddie Mercury decidiu revelar para esposa que era homossexual.

“Nunca me esqueço daquele momento. Fui um pouco ingênua, levou um tempo até eu perceber. Ele se sentiu bem em me contar. Ele até me disse que era bissexual, mas eu falei, ‘Não, Freddie, eu acho que você é gay’”, relembrou a famosa.

O casamento terminou, mas os dois nunca se afastaram. Freddie Mercury e Mary Austin continuaram se amando.

“Levou um tempo até me apaixonar por ele, mas quando cheguei lá, nunca consegui voltar. A dor dele virou a minha, a alegria dele se tornou a minha. Eu quase podia ver dentro de outra pessoa e o que eu via era um belo tesouro”, declarou o amor de Freddie Mercury.

Como se sabe, os dois permaneceram próximos até a morte do cantor, em 1991.

Bohemian Rhapsody pode ser visto em plataformas digitais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio