Até o Céu: Astro da Netflix tem triste história de vida

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Até o Céu estreou recentemente na Netflix e já está fazendo o maior sucesso. O filme espanhol é protagonizado por Miguel Herrán, conhecido por grande parte dos fãs da plataforma como o Rio de La Casa de Papel.

“Depois de se apaixonar por Estrela, o mecânico Ángel sai do subúrbio de Madri para um mundo de roubos e vira alvo de um detetive implacável”, afirma a sinopse do filme lançado pela Netflix.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Muitos fãs não sabem, mas Miguel Herrán conta com uma triste história de vida, que envolveu abandono parental, problemas de autoestima e ausência de perspectivas de futuro.

O site TikiTakas falou sobre o assunto; confira abaixo!

A trajetória do astro de Até o Céu

Miguel Herrán ficou famoso na Espanha em 2016, ao ganhar o Prêmio Goya por sua performance em “A Cambio de Nada”.

Nos últimos anos, o astro conseguiu reconhecimento internacional por viver o Rio de La Casa de Papel, além de protagonizar recentemente o filme Até o Céu.

Em seu Instagram, o ator falou sobre um aspecto pouco conhecido de sua vida: a ausência do pai na infância. Herrán foi criado pela mãe solteira, e nunca teve contato com o genitor.

“Era o ano de 1999. Minha mãe sempre esteve comigo, cuidando de mim e me defendendo o tempo todo. Ela deu tudo para seu filho. É uma mãe de verdade, daquelas que as letras maiúsculas ficam pequenas para descrevê-la”, comentou o astro.

Na postagem, que trouxe também uma foto da infância do ator, Herrán aproveitou para mandar uma mensagem para o pai ausente.

“Manolo (o nome do pai do ator), se algum dia você ler essa mensagem, saiba que eu não te odeio, e não guardo rancor. Acho que não posso odiar alguém que não conheço”, afirmou Herrán.

Em uma entrevista prévia, o ator já havia revelado que não acreditava no próprio potencial, sofrendo com problemas de autoestima.

Miguel Herrán afirmou que esperava “morrer antes dos 30”, e que sua morte representaria até mesmo um alívio para a rotina da mãe, já que sempre foi o “filho problemático”.

A trajetória do ator mudou com o lançamento do filme A Cambio de Nada, que estreou em 2015. O longa foi um verdadeiro marco na carreira do ator, e possibilitou sua escalação em La Casa de Papel e Até o Céu.

Confira a postagem de Miguel Herrán abaixo!

Até o Céu já está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio