James Franco paga fortuna para encerrar caso de assédio sexual

Ator também é professor e teria feito alunas gravarem atos sexuais

Publicado em 30/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

James Franco aceitou pagar US$ 2,2 milhões (ou quase R$ 11 milhões) para encerrar um caso de assédio e exploração sexual. O ator de Homem-Aranha, que também é professor, foi acusado ainda em 2019 de explorar duas alunas.

As estudantes processaram e acusaram James Franco formalmente. As universitárias teriam gravado atos de nudez e sexo explícito após ordem e pressão do ator.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como promessa, o famoso teria dito que conseguiria trabalhos para as alunas em Hollywood. Porém, isso não aconteceu. Após o processo se tornar público, James Franco entrou em acordo com Sarah Tither-Kaplan e Toni Gaal, por exploração sexual.

As alunas e atrizes que entraram com o processo recebem quase US$ 900 mil (ou mais de R$ 4,4 milhões). O restante do dinheiro será depositado em um fundo comum para resolução de outras acusações.

O escândalo de assédio e exploração sexual de James Franco

O processo de 2019 afirma que James Franco, que ministrava aulas de cinema, criou um canal que objetificava jovens para explorá-las sexualmente visando uso pessoal ou profissional. O ator de Homem-Aranha faria isso usando a educação como justificativa.

As estudantes acreditavam que as cenas seriam recompensadas com papéis em filmes de James Franco. Essas gravações teriam acontecido no Studio 4, que fechou em 2017.

“Enquanto o acusado continua negando os fatos, ele reconhece as reclamações das acusadoras. Todas as partes acreditam que agora é um importante momento para tocar no desrespeito com as mulheres em Hollywood. Todos concordam que ninguém na indústria deve passar por discriminação, assédio ou qualquer tipo de prejuízo”, afirma o comunicado sobre o acordo.

Em fevereiro de 2021, as estudantes aceitaram retirar as acusações contra James Franco para que o acordo fosse realizado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio