Scarlett Johansson protesta contra machismo em estreia de Viúva Negra

Atriz da Marvel afirmou que as mulheres seguem sendo injustiçadas na indústria

Publicado em 8/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista dada à revista Glamour, a estrela de Viúva Negra, Scarlett Johansson, fez um protesto contra o machismo em Hollywood.

A atriz afirmou que as mulheres seguem sendo injustiçadas na indústria, criticando inclusive a grande diferença de pagamento para atores e atrizes que permanece constante.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Como mulher, você tem que ser sua própria aliada o tempo todo, porque somos subestimadas, mal atendidas, desvalorizadas e mal pagas – você tem que ser sua própria aliada.”

“Minha mãe me incutiu isso desde quando eu era muito, muito jovem, porque é claro que ela passou por isso ainda mais severamente do que eu.”

Protesto contra o machismo

A atriz de Viúva Negra acrescentou: “Mesmo quando eu era uma adolescente na indústria ou uma jovem adulta, minha mãe tinha essas conversas. Tipo: ‘Por que ela não está recebendo da mesma forma?’”

“Fazia parte do problema sistêmico que uma mulher não pudesse ser tão lucrativa ou atrair bilheterias.”

“Minha mãe recusou isso e me inspirou: ‘Não, você tem que lutar contra isso. Você é desejável por causa do seu trabalho e é aí que está o seu valor. Está no seu talento. Não tem nada a ver com o seu gênero e não deixe ninguém fazer você se sentir assim.’”

“É realmente uma luta constante. Ainda estou nessa luta maldita. Todas nós estamos”, finalizou.

Viúva Negra estreia nos cinemas e no Disney+ através do Premier Access em 9 de julho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio