Angelina Jolie estreia no Instagram com carta de jovem do Afeganistão

Atriz declarou apoio às mulheres e refugiados do país

Publicado em 20/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Angelina Jolie criou uma conta no Instagram e estreou com a publicação de uma carta de jovem do Afeganistão, que detalha os medos dela acerca dos direitos das mulheres no país.

Após a retomada do poder por parte do Talibã, as mulheres novamente perderam os direitos no país e a adolescente relatou a experiência no país.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A garota relatou na rede social não poder mais trabalhar ou estudar. Disse que muitas pessoas acham que o Talibã mudou, mas essa não é a visão dela.

A publicação ainda conta com uma foto de várias mulheres de costas, todas cobertas da cabeça aos pés, algo que não era obrigatório antes do Talibã tomar o poder.

Relato poderoso

“Esta é uma carta que recebi de uma adolescente no Afeganistão”, escreveu Jolie na legenda da postagem. “Neste momento, o povo do Afeganistão está perdendo sua capacidade de se comunicar nas redes sociais e de se expressar livremente. Então, vim ao Instagram para compartilhar suas histórias e as vozes de pessoas em todo o mundo que lutam por seus direitos humanos básicos”.

“É revoltante ver os afegãos sendo deslocados mais uma vez por causa do medo e da incerteza que tomou conta de seu país”, disse Jolie. “Gastar tanto tempo e dinheiro, ter sangue derramado e vidas perdidas apenas para chegar a isso, é uma falha quase impossível de entender”.

Angelina Jolie também criticou os líderes mundiais pelo tratamento dispensado aos refugiados do país, que, segundo ela, estão sendo “tratados como um fardo”, apesar de serem “as pessoas mais capazes do mundo”, que poderiam fazer tanto por si mesmas se “tivessem as ferramentas e respeito.”

Ela também apontou “conhecer tantas mulheres e meninas que não apenas queriam uma educação, mas lutavam por ela”.

A atriz declarou seu próprio comprometimento em ajudar as mulheres e refugiados do Afeganistão. “Como outros que estão comprometidos, eu não vou me afastar. Continuarei procurando maneiras de ajudar. E espero que você se junte a mim”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio