Atriz da Netflix polemiza ao comparar diversidade com fascismo

Sienna Miller afirmou que "todos deveriam ser capazes de interpretar todos"

Publicado em 24/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atriz que está para estrelar Anatomy of a Scandal, uma das próximas séries da Netflix, Sienna Miller criou polêmica ao falar sobre a diversidade em Hollywood em uma entrevista ao Telegraph (via The Things), não muito tempo atrás. Em um controverso comentário, ela chegou a fazer uma comparação com o fascismo.

Ao abordar a ideia da escalação de papéis voltada para a diversidade, a atriz disse: “Acho que todos deveriam ser capazes de interpretar todos. Me parece absurdo começar a legislar sobre criatividade.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Isso não é tentar ser insensível – é claro, existem pessoas que têm uma compreensão mais profunda das experiências e elas definitivamente devem ser consideradas.”

Comentário controverso

Foi quando a estrela comentou: “Parece que o liberal está se tornando quase fascista em seu controle do que pode e não pode ser feito. Parece perigoso para mim.”

A declaração da atriz da Netflix não caiu bem entre os fãs, e desde então ela não voltou a abordar o assunto. Em Hollywood, Sienna Miller, que já teve um romance muito comentado com o astro Jude Law, é conhecida por ter estrelado produções como G.I. Joe – A Origem de Cobra, Sniper Americano e Stardust – O Mistério da Estrela.

Ainda não há previsão de estreia para Anatomy of a Scandal, com Sienna Miller, na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio