Johnny Depp desabafa sobre boicote contra ele em Hollywood

Ator de Piratas do Caribe deu uma rara entrevista e comentou sobre momento da carreira

Publicado em 16/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Johnny Depp desabafou ao The Times de que está sendo boicotado em Hollywood. O ator de Piratas do Caribe lamentou que Minamata, o novo filme dele, foi excluído do calendário de estreias nos Estados Unidos.

Por conta do divórcio com Amber Heard, em 2016, o ator relata que passou “cinco anos surreais”. Os atores se acusam de violência doméstica e também têm disputas em aberto na justiça.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na entrevista, Johnny Depp tocou principalmente na falta de lançamento para Minamata.

“Alguns filmes tocam as pessoas e isso tudo afeta todos aqueles em Minamata e pessoas que viveram experiências semelhantes. E tudo isso, para ser boicotado por Hollywood? Um único homem, um ator em uma situação complicada e desconfortável ao longo dos últimos anos?”, declarou o ator.

De forma indireta sobre a saída de Animais Fantásticos 3, Johnny Depp também disse que está “seguindo em frente”. Além disso, o ator promete “esclarecer tudo” em breve.

Filme de Johnny Depp conta história real

O desabafo parte de um ponto também comentado pelo diretor Andrew Levitas. Minamata conta uma história de corrupção real, que afetou a vida de muitos japoneses.

No filme biográfico, Johnny Depp interpreta o fotógrafo Eugene Smith, que viaja ao Japão nos anos 1970 para investigar e documentar os efeitos de envenenamento de mercúrio em comunidades do litoral do país.

Após o divórcio com Amber Heard, os famosos fizeram acusações um contra o outro. Johnny Depp afirma nunca ter agredido a ex, ao mesmo tempo que provas nos tribunais mostram que o ator chegou a ser agredido e há controvérsias sobre depoimentos da atriz de Aquaman.

No momento, os dois disputam um processo de US$ 50 milhões, em que Johnny Depp acusa Amber Heard de difamação. A causa deve ser julgada em 2022.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio