Angelina Jolie tinha medo de Brad Pitt durante casamento

Atriz também diz ter brigado com ex-marido por causa de Harvey Weinstein, condenado por assédio e abuso sexual

Publicado em 4/9/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Angelina Jolie disse ao The Guardian que tinha medo de Brad Pitt durante o casamento, temendo principalmente pela segurança das crianças. Além disso, revelou que brigou com o ex-marido por causa de Harvey Weinstein, ex-produtor condenado por assédio e abuso sexual em série.

Na entrevista, a atriz de Eternos, da Marvel, abordou a importância dos direitos das crianças após algumas experiências. O Guardian cita que Angelina Jolie não entrou em detalhes por conta do processo de divórcio com Brad Pitt.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas, quando questionada se as experiências eram o divórcio e as acusações de violência doméstica contra Brad Pitt, a atriz teria acenado com a cabeça um sinal de positivo. Angelina Jolie, então, foi perguntada se temia pela segurança dos seis filhos.

“Sim, pela minha família. Minha família inteira. Foi muito difícil para mim estar em uma posição em que senti que deveria me separar do pai de meus filhos”, afirmou a estrela de Eternos.

A famosa descreve o divórcio como “experiência horrível”. Hoje, Angelina Jolie quer que o ex “fique em paz e se cure”. Para ela, eles sempre serão uma família.

Briga por causa de Harvey Weinstein

Angelina Jolie confirmou novamente que Hollywood sempre soube do histórico de assédios e abusos de Harvey Weinstein. Mas, apenas em 2017 o caso se tornou público e depois de investigações, o ex-produtor foi condenado a 23 anos de prisão pelos crimes.

Na mesma entrevista, a atriz disse que desistiu de estrelar O Aviador, de Martin Scorsese, por causa do produtor. Angelina Jolie até tentou criar um movimento nos bastidores de Hollywood para que mulheres não ficassem sozinhas com Weinstein.

A atriz esteve em Corações Apaixonados, de 1998, que teve a produção do criminoso. Nos bastidores, assim como outras mulheres, teve “uma péssima experiência” com ele.

“Era além de passar, era algo que tinha que escapar. Eu me afastei e avisei pessoas. Eu lembro de ter contado para Johnny (Lee Miller), meu primeiro marido, que era bom em passar a palavra para outros caras – para não deixar garotas sozinhas com ele. Eu recusei O Aviador porque ele estava envolvido. Eu nunca mais trabalhei com ele de novo. Foi difícil quando Brad trabalhou”, declarou a estrela.

Além de Bastardos Inglórios, também de Quentin Tarantino, Weinstein produziu O Homem da Máfia, a pedido do próprio Brad Pitt. Angelina Jolie evitou participar da divulgação do filme e admite que brigou com o ex-marido.

“Nós brigamos sobre isso. É claro que doeu”, relembrou Angelina Jolie.

Brad Pitt ainda não se pronunciou sobre a entrevista da ex-esposa. Os dois se separaram em 2016 e ainda disputam na justiça os bens e as guardas dos filhos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio