Publicidade

Jornada intensa

A batalha de Angelina Jolie contra problemas de saúde

Atriz de Eternos sempre foi honesta sobre suas cirurgias e tratamentos

Publicado por Alexandre Guglielmelli

08/11/2021 20:30

Atualmente em cartaz como a Thena de Eternos, Angelina Jolie é considerada uma das atrizes mais icônicas da indústria do entretenimento, em frente e por trás das câmeras. Muitos fãs não sabem, mas a estrela de Hollywood já lutou contra doenças graves, e se esforça até hoje para conscientizar seu público sobre a importância de uma vida saudável.

Em 2007, Angelina Jolie perdeu a mãe em uma longa batalha contra um câncer de ovário. Marcheline Bertrand tinha apenas 56 anos, e sua morte deixou a filha completamente devastada.

Na época, Jolie fez exames e descobriu possuir também o gene BRCA1, que pode levar ao surgimento desse tipo de câncer. Por isso, a atriz optou por realizar uma dupla mastectomia e cirurgias reconstrutivas como prevenção à formação de tumores.

O site TheList revelou outros detalhes importantes sobre a luta de Angelina Jolie contra os problemas de saúde; veja abaixo.

Os problemas de saúde de Angelina Jolie

Mesmo tendo feito a dupla mastectomia (cirurgia de retirada dos seios), Angelina Jolie recebeu um incômodo telefonema de seu médico em 2015, enquanto produzia o filme À Beira Mar. O profissional estava preocupado com os resultados de um exame de sangue da atriz, que indicavam o aparecimento de um câncer.

“Dez minutos depois, a sala estava girando e eu só conseguia pensar: Como?”, contou a atriz em uma entrevista à Variety.

Felizmente, os resultados do exame representaram apenas um alarme falso, e Angelina Jolie não desenvolveu a perigosa doença.

Após a dupla mastectomia, Angelina Jolie decidiu fazer outra cirurgia para impedir a formação de células cancerosas. Em março de 2015, a atriz teve seu ovário e trompas removidos, já que havia encontrado sinais de um tumor benigno na área em um exame prévio.

“Decidi fazer essa cirurgia preventivamente para que meus filhos nunca tenham que dizer: ‘a mamãe morreu de câncer de ovário”, revelou a atriz.

Na época, a atriz também falou sobre os efeitos da cirurgia e lutou para remover o estigma sobre a prática.

“É uma cirurgia menos complicada que a mastectomia, mas seus efeitos são mais severos. Ela coloca qualquer mulher em uma menopausa forçada”, comentou Angelina Jolie.

Na mesma época, embora sem relação com a cirurgia, Angelina Jolie desenvolveu pressão alta e precisou passar por tratamento de hipertensão. Em uma entrevista, a atriz revelou que o alto nível de estresse foi o principal motivo para o surgimento da doença.

Além disso, em 2016, Angelina Jolie passou por um grande susto ao desenvolver Paralisia de Bell. Essa desordem é uma forma de paralisia facial temporária causada por danos aos nervos do rosto.

Por causa disso, um dos lados do rosto de Angelina Jolie ficou “caído”, mas a atriz conseguiu resolver a situação com outro procedimento médico.

Jolie falou sobre seus diversos problemas de saúde em uma entrevista recente, e afirmou acreditar que grande parte dessas questões surge por estresse.

“Muitas vezes, as mulheres das famílias se colocam em último lugar, até que esse descaso se manifesta na própria saúde delas”, comentou a atriz.

Angelina Jolie está em Eternos, em cartaz nos cinemas brasileiros.

Publicidade