Publicidade

Abriu o jogo

Atriz de 50 Tons de Cinza pede nova chance para Johnny Depp e cancelados

Dakota Johnson foi questionada sobre a cultura do cancelamento e disse acreditar em mudanças

Publicado por Bruno Tomé

04/11/2021 11:31

Dakota Johnson, atriz de 50 Tons de Cinza, trabalhou com três atores acusados de abusos em Hollywood, Johnny Depp, Armie Hammer e Shia LaBeouf. Ao ser questionada sobre o trio de cancelados, a famosa pediu uma nova chance a todos.

No caso de Johnny Depp, há uma grande controvérsia. O ator e a ex-esposa, a atriz Amber Heard, trocam acusações de violência doméstica no casamento.

Ao The Hollywood Reporter, Dakota Johnson teve apenas elogios a fazer sobre trabalhar com os atores. A atriz de 50 Tons de Cinza lamentou a situação de todos envolvidos nos casos de Johnny Depp, Armie Hammer e Shia LaBeouf.

“Eu nunca tive esse tipo de experiência com nenhum deles. Eu tive um tempo incrível trabalhando com eles. Me sinto triste pela perda dos grandes artistas. Lamento pelas pessoas que precisam de ajuda e não conseguem a tempo. E sinto tristeza por aquelas que foram machucadas. Realmente é triste”, declarou a atriz.

Dakota Johnson pede nova chance a cancelados

No caso de Shia LaBeouf, o ator foi acusado de violência física e sexual pela ex FKA Twigs e por, pelo menos, outras duas mulheres. Já Armie Hammer se internou em uma clínica de reabilitação por vício em drogas, álcool e sexo, além de ser acusado igualmente de abusos.

“Eu acredito que as pessoas podem mudar. Eu quero acreditar no poder das pessoas de mudarem, evoluirem e contarem com a ajuda de outras pessoas. Eu acho que há definitivamente uma hipercorreção acontecendo. Mas, eu acredito que há um jeito de encontrar o meio”, pediu a atriz de 50 Tons de Cinza.

Nesse caso, a artista está falando dos atores como seres humanos. Sobre a indústria, Dakota Johnson é a favor que mudanças aconteçam.

“O jeito que os estúdios são comandados até aqui fica para trás. É uma forma antiquada de como os filmes devem ser feitos, quem deve estar neles, como as pessoas devem receber e o que é diversidade e igualdade. Às vezes, a velha escola precisa sair para a nova assumir. Mas, sim, a cultura do cancelamento é deprimente. Eu odeio o termo”, concluiu Dakota Johnson.

A atriz de 50 Tons de Cinza faz entrevistas de divulgação para o novo filme dela, A Filha Perdida. Johnny Depp e os outros atores não comentaram ainda a declaração de Dakota Johnson.

A Filha Perdida chega na Netflix em 31 de dezembro.

Publicidade