Polícia cumpre mandado de busca em casa de Marilyn Manson, denunciado por abuso sexual

Mais de 15 mulheres acusaram o músico de abuso

Publicado em 30/11/2021 13:19
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O departamento do xerife de Los Angeles confirmou ter cumprido mandado de busca na casa de Marilyn Manson, acusado de abuso sexual por diversas mulheres, incluindo Evan Rachel Wood, atriz de Westworld.

O músico foi acusado de abuso físico e sexual por mais de 15 mulheres. Conforme o TMZ, ele estava em casa durante a busca, que aconteceu em 29 de novembro de 2021.

Continua depois da publicidade

Carregando anúncio...

Não foi possível carregar anúncio

Atualmente, Marilyn Manson enfrenta três processos de mulheres que dizem terem sido sexualmente abusadas por ele. Dentre elas estão a ex-namorada dele, Ashley Morgan Smithline e Esmé Bianco, de Game of Thrones.

Manson previamente falou sobre essas acusações em publicação no Instagram, dizendo que os relacionamentos íntimos dele sempre foram consensuais, com parceiras que pensam como ele. Ele disse que as alegações feitas contra ele são “horríveis distorções da realidade”.

Até agora não foi revelado se a polícia encontrou algo pertinente às investigações dentro da casa de Marilyn Manson. O músico não comentou sobre a situação.

Marilyn Manson é acusado de fazer reféns da mesma forma que o Joe de Você

Marilyn Manson foi acusado de trancar mulheres em casulo de vidro à prova de som, similarmente a Joe, da série Você, da Netflix. Ashley Walters, ex-assistente do músico, quem fez a acusação.

A ex-funcionária conversou com a Rolling Stone estadunidense. Na reportagem, Sarah McNeilly, que já namorou Manson, corroborou o depoimento de Walters. Ryan Brown, outra assistente do músico apoiou as falas das duas.

“Primeiro ele fazia soar como algo legal. Depois ele usava como uma forma de punição. Mesmo que eu gritasse, ninguém podia me ouvir. Você lutava e ele gostava dessa reação. Eu aprendi a não lutar, porque isso dava a ele o que ele queria. Então eu acabava indo para algum outro lugar dentro da minha cabeça”, disse Walters

Ryan Brown alegou que Marilyn Manson chamava o casulo de “sala das meninas más”. O local tinha o tamanho de um provador de roupas.

“Era de conhecimento público que ele chamava assim. Ele estava sempre brincando e falando sobre isso”. O próprio Manson chegou a falar sobre esse espaço em 2012, dizendo que se alguém não se comportasse, ele trancava lá.

A modelo Sarah McNeilly, que namorou Manson, disse ter sido trancada no casulo depois de falar com ele sobre um ex-namorado.

“Foi absolutamente assustador, porque ali a máscara caiu e foi possível ver o que ele era capaz de fazer”, disse McNeilly, que também acusou o cantor de agressão quando gravava o clipe da canção Born Villain, em 2011.

“Ele me jogou contra uma parede e estava com um taco de beisebol na mão, ele disse que iria amassar a minha cara com ele. A violência física era quase um alívio. A merda psicológica que ele me fazia passar, que infestava o meu cérebro, era o que eu queria que acabasse”.

Sobre o autor

Guilherme Coral

Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes e séries, ao curso de Cinema e Audiovisual e atualmente me aventuro pela faculdade de Jornalismo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio