Publicidade

Revelação

Will Smith pensou em matar o próprio pai

Sentimento do ator nasceu ao ver violência contra a mãe

Publicado por Bruno Tomé

04/11/2021 15:49

A People revelou um trecho do livro Will, que traz memórias do ator Will Smith. O astro escreve que pensou em matar o próprio pai anos após ver a mãe sendo agredida.

Will Smith conta que quando era criança viu Willard, o pai, dar um soco no rosto da mãe, Caroline. Ela desmaiou com o golpe.

A revista avisa que o ator de MIB: Homens de Preto e Eu Sou a Lenda revive as memórias traumáticas com o pai, que faleceu em 2016. Will Smith também escreveu abertamente sobre o relacionamento abusivo de Willard com a mãe.

“Quando eu tinha nove anos, vi meu pai socar minha mãe na lateral da cabeça com tanta força que ela desmaiou. Eu a vi cuspir sangue. Aquele momento, naquele quarto, provavelmente mais do que qualquer outro momento da minha vida, definiu quem eu sou”, escreveu o ator.

Ainda aos 9 anos, Will Smith planejava crescer e matar o próprio pai. Isso quase aconteceu no fim da vida de Willard, que estava com câncer e foi cuidado pelo astro na mansão da família.

Em uma noite, passando com o pai dele pela escada da casa, o ator parou na frente e disse que “uma escuridão surgiu” dentro dele.

“Quando criança eu sempre disse a mim mesmo que um dia vingaria minha mãe. Que quando eu fosse grande o suficiente, quando eu fosse forte o suficiente, quando eu não fosse mais um covarde, eu iria matá-lo.

Eu fiz uma pausa no topo das escadas. Eu poderia empurrá-lo para baixo, e facilmente sair impune. À medida que as décadas de dor, raiva e ressentimento recuavam, eu balancei a cabeça e continuei a levá-lo ao banheiro”, descreveu o astro.

Pai de Will Smith era presente, mas relação era complicada

Para Will Smith, o momento de agressão do pai contra a mãe nunca conseguiu ser esquecido. O ator disse que todo sucesso dele é até uma forma de desculpas para Caroline.

“Dentro de tudo o que fiz desde então, os prêmios e elogios, os holofotes e a atenção, os personagens e as risadas, houve uma sutil série de desculpas à minha mãe pela minha inércia naquele dia. Por falhar com ela no momento. Por não ter conseguido enfrentar meu pai. Por ser um covarde”, revelou o famoso.

No mesmo trecho, Will Smith explica como a situação com o pai era bastante complicada.

“Meu pai era violento, mas ele também estava em todos os jogos, peças e recitais. Ele era alcoólatra, mas estava sóbrio em todas as estreias de cada um dos meus filmes. Ele ouvia todas as gravações. Ele visitou todos os estúdios. O mesmo perfeccionismo intenso que aterrorizava a família colocava comida na mesa todas as noites da minha vida”, contou ainda o astro.

O livro Will chega em 9 de novembro. Nos cinemas, o ator volta em King Richard: Criando Campeãs, que estreia em 2 de dezembro nos cinemas.

Publicidade