Publicidade

Acusação séria

Amor, Sublime Amor chega ao cinema com polêmica direcionada a astro

Internautas relembram controvérsias de Ansel Elgort na estreia do filme de Steven Spielberg

Publicado por Alexandre Guglielmelli

10/12/2021 09:30

Já em cartaz nos cinemas brasileiros, o remake de Amor, Sublime Amor é um sucesso de público e crítica. O musical de Steven Spielberg está com 96% de aprovação no Rotten Tomatoes, e recebe inúmeros elogios pela direção do cineasta e atuação do elenco. No entanto, a estreia do longa também é marcada por uma grande polêmica envolvendo o protagonista Ansel Elgort; veja abaixo.

“Os adolescentes Tony e Maria, apesar de terem afiliações com gangues de rua rivais, os Jets brancos e os Sharks de Porto Rico, se apaixonam na cidade de Nova York dos anos 1950”, afirma a sinopse oficial do longa.

Continua depois da publicidade

Em Amor, Sublime Amor, Ansel Elgort interpreta o protagonista Tony. O elenco do longa conta também com Rachel Zegler, Ariana DeBose, David Alvarez, Mike Faist, Corey Stoll, Brian d’Arcy James e Rita Moreno.

Quando Ansel Elgort participou do evento de estrela do longa, acompanhado pela namorada Violetta Komyshan, internautas relembraram a controvérsia provocada pelo ator e questionaram por que ele foi escalado no filme.

A polêmica de Ansel Elgort em Amor, Sublime Amor

Em 2020, Ansel Elgort foi acusado de abusar sexualmente de uma menor de idade em 2014. Identificada apenas como “Gabby”, a adolescente de 17 anos detalhou o suposto abuso em uma postagem no Twitter.

A postagem foi deletada em seguida, mas as acusações provocaram uma enorme polêmica nas redes sociais e na carreira do astro – mais conhecido na época por sua performance em Baby Driver.

Ansel Elgort negou os abusos, mas confirmou ter se relacionado com Gabby em 2014, em um relacionamento descrito por ele como “breve, legal e inteiramente consensual”.

Na mesma época, o ator também foi acusado de perseguir menores de idade e enviar fotos íntimas para adolescentes.

O lançamento de Amor, Sublime Amor fez as alegações voltarem à tona. Muitos internautas protestaram contra a presença do ator no longa de Steven Spielberg.

“Não posso acreditar que o Ansel Elgort procurou meninas menores de idade, abusou delas, com provas, e ainda está sentado nesse palco”, comentou um usuário do Twitter em uma foto do elenco.

Segundo os internautas, a elogiada atuação do ator em Amor Sublime, Amor não compensa suas atitudes problemáticas do passado.

Ansel Elgort é um abusador, e nenhuma quantidade de matérias positivas fará o que ele fez desaparecer. 20th e todos os outros que o apoiam devem se envergonhar”, comentou outro internauta.

Muitos culpam o estúdio 20th Century por dar uma oportunidade tão importante para um suposto abusador, e afirmam que as críticas positivas ao filme não devem ignorar os supostos atos do protagonista.

“Só porque o novo Amor, Sublime Amor parece ser bom, nós vamos simplesmente elogiar o Ansel Elgort e ignorar as alegações de abuso sexual contra ele?”, questiona outro usuários do Twitter.

De acordo com muitos comentários nas redes sociais, Ansel Elgort deveria ter sido substituído no filme de Spielberg.

“Ele não merece nada, e especialmente não merece estar ao lado de Rachel Zegler”, condenou outro internauta.

Fãs do ator, por outro lado, defendem Ansel e afirmam que o ator nunca chegou a ser oficialmente investigado pelas acusações.

“Eu não posso dizer que entendo os sentimentos da Gabby, mas a maneira como ela caracterizou esses eventos simplesmente não foi o que aconteceu. Eu nunca abusei e nunca abusaria de ninguém”, afirmou o ator em uma nota oficial publicada em 2020.

A declaração não convenceu parte dos internautas, que continuaram a apontar as atitudes problemáticas do ator, principalmente em seus relacionamentos.

Amor, Sublime Amor está em cartaz nos cinemas brasileiros. Veja abaixo o trailer.

Publicidade