Mais do que você gosta.

Publicidade

Polêmicas não param

Autora de Harry Potter é citada em julgamento de Johnny Depp

O ator enfrenta Amber Heard no tribunal

Publicado por Victor Carvalho

06/05/2022 17:41

O julgamento por difamação de Johnny Depp e Amber Heard continua e, dessa vez, uma menção ao nome de J. K. Rowling, a criadora de Harry Potter, chamou a atenção.

É que, em um novo depoimento, Amber Heard comentou sobre um suposto incidente de abuso de Johnny Depp que teria acontecido em julho de 2013, em um período em que o astro estava perto de vender um iate para J. K. Rowling.

Segundo Amber Heard, Johnny Depp estava muito chateado por ter que vender o iate e começou a beber além da conta.

Confira abaixo (via Cinema Blend) o que Amber Heard disse em seu novo depoimento no julgamento por difamação contra Johnny Depp.

“Johnny estava chateado por ter que vender o seu iate, mas ele não queria contar para os seus filhos, então estava escondendo deles.”

“Quando estava chateado ou em um estado emocional, a única maneira que ele tinha de lidar com isso era simplesmente beber.”

“Mas, não havia botão de desligar com Johnny. Então, ele continuava bebendo e obviamente ficava cada vez mais bêbado.”

O novo depoimento de Amber Heard

Amber Heard contou que, quando eles estavam dando o seu último passeio no iate, a família resolveu começar a brincar de se jogar na água.

Mas Johnny Depp supostamente estava tão bêbado que caiu na água de uma maneira que deixou todos preocupados.

“Foi um pouco assustador pela maneira como o corpo dele caiu na água. Lily-Rose começou a chorar e, então, o choro se tornou quase um ataque de pânico.”

“Eu estava segurando ela, tentando confortá-la, e Johnny apareceu. Em poucos segundos, eu percebi que ele meio que mudou a sua atenção para mim e parecia muito zangado.”

“Ele pediu para Lily-Rose ir embora e começou a me acusar de chamá-lo de bêbado na frente dos seus filhos.”

“Mas eu não tinha feito isso. Na verdade, eu estava tentando proteger Johnny. Não parecia certo revelar isso para sua filha ou qualquer um na época.”

“Ele me bateu contra a parede, segurando o meu pescoço, e me disse que ele poderia me matar e que eu era uma vergonha.”

O julgamento por difamação de Johnny Depp e Amber Heard continua e outras revelações devem ser feitas nos próximos dias.

Publicidade