Andrew Garfield é o único que não se beneficiará do acordo fechado entre o Marvel Studios e a Sony Pictures para a produção de novos filmes do Homem-Aranha.

De acordo com a Variety, o ator de 31 anos foi demitido do cargo de protagonista da franquia e será substituído por um ator mais jovem – já que em seu próximo filme, Peter Parker/Homem-Aranha voltará para o colegial.

Esta será a segunda troca de intérpretes do super-herói. Tobey Maguire viveu o Homem-Aranha na primeira trilogia do personagem, entre os anos 2002 e 2007, e Garfield assumiu o seu lugar em O Espetacular Homem-Aranha (2012) e na sequência, lançada ano passado.


Tal franquia, por sinal, está definitivamente cancelada e o diretor Marc Webb não retomará seu cargo na próxima aventura do Cabeça de Teia. Já os produtores Avi Arad e Matt Tolmach vão continuar, mas como produtores executivos, sem direitos de influenciar os rumos criativos do longa-metragem.

O Homem-Aranha ganha um novo filme solo em 28 de julho de 2017, co-produzido por Kevin Feige (chefão do Marvel Studios) e Amy Pascal (produtora da Sony), mas antes deve fazer participação em Capitão América: Guerra Civil – o pontapé inicial para a inclusão do herói no time dos Vingadores.

A Sony continuará detendo os direitos sob o personagem e terá a palavra final em qualquer decisão sobre o futuro do Homem-Aranha nos cinemas. Nos anos 90, a editora Marvel que detinha os direitos, mas vendeu para a Sony em 1999.

Além da parceria com a Marvel, a Sony pretende dar continuidade com seu universo aracnídeo. No momento, o estúdio desenvolve três projetos derivados: O Sexteto Sinistro, longa centrado no grupo de vilões do Homem-Aranha; um filme solo do simbionte Venom e um longa focado em heroínas do universo do herói.