As polêmicas envolvendo Cinquenta Tons de Cinza não acabam, desta vez a diretora Sam Taylor-Johnson disse em entrevista que chegou a conversar com a protagonista Dakota Johnson (Anastasia Steele) sobre a depilação íntima.

Diferente do livro, onde a personagem depila algumas partes do corpo para Christian Grey, no filme a diretora decidiu deixar intactos os pelos pubianos de Anastasia.

“Foi uma escolha consciente. Dakota e eu tivemos uma conversa muito divertida sobre seus pelos pubianos… Ela deveria deixá-los crescer, e ela se jogou nisso, pois deveria ser exatamente como está escrito no livro”, revelou a cineasta.


Nos EUA, Cinquenta Tons de Cinza é indicado apenas para maiores de 17 anos, já no Brasil, o romance erótico inspirado no best seller de E.L. James teve uma classificação indicativa um pouco mais branda. O Ministério da Justiça decidiu que Cinquenta Tons de Cinza está liberado para para maiores de 16 anos.

O filme chegou nos cinemas brasileiros na quinta-feira, dia 12 de fevereiro e recebeu essa classificação por ter “conteúdo sexual forte, incluindo o diálogo, comportamento sexual incomum e nudez gráfica.” Apesar disso, o longa não será tão picante quanto o livro.

A Universal optou por suavizar as cenas explicitas que o livro sugere, para não correr o risco de ter classificação indicativa apenas para maiores de idade, o que seria prejuízo para o estúdio.

Cinquenta Tons de Cinza tem 2 horas e 04 minutos e é um dos filmes mais aguardados do ano.

No filme, Anastasia Steele (Dakota Johnson) é uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem. Certo dia, ela entrevista o poderoso magnata Christian Grey (Jamie Dornan) para o jornal da faculdade. A partir daí nasce uma complexa relação entre ambos: com a descoberta amorosa e sexual, Anastasia conhece os prazeres do sadomasoquismo, tornando-se o objeto de submissão do sádico Grey.

Cinquenta Tons de Cinza é dirigido por Sam Taylor-Johnson (O Garoto de Liverpool).