A franquia Alien poderia ter tomado um rumo diferente a partir do terceiro filme, Alien³ (1992). Mas o crossover Alien vs Predador colocou tudo a perder.

Em entrevista à Radio Times, Sigourney Weaver confessou que “ficou deprimida” quando soube que a Fox colocaria os vilões das duas franquias para brigar nos cinemas, e em função disso deu a ideia de matar sua Ripley em Alien 3.

Embora ela diz não ter “nada contra o desenvolvimento de um filme baseado em game”. Segundo Weaver, “era como James Cameron [diretor de Aliens, O Resgate] disse publicamente na época, ‘Por que fazer isso? É como se fosse Alien encontrando o Lobisomem’”, opinou.


Além disso, Weaver revelou que Alien vs Predador também fez Ridley Scott desistir de comandar o penúltimo Alien e passar o bastão para David Fincher. O roteiro de AVP começou a ser escrito em 1991, um ano antes do lançamento de Alien 3.

“Na verdade, Ridley Scott estava prestes a dirigir Aliens 3, esse era o plano em andamento para o filme, que começaria uma nova trilogia mas, como todos sabem, ele desistiu e Fincher assumiu o que acabou sendo uma produção problemática”, reforçou.

Curiosamente, anos depois, James Cameron retornou à franquia para escrever Alien 5, que também teria Scott à bordo, mas o cineasta novamente abandonou a direção após descobrir que a Fox continuava desenvolvendo Alien vs Predador, mais de 10 anos depois. No final das contas, Ridley Scott deixou de investir na franquia oficial para rodar uma espécie de derivado, Prometheus, baseado nas ideias originais de Cameron.

De qualquer forma, a franquia Alien e a personagem de Sigourney Weaver agora estão sendo ressuscitados pelo diretor Neill Blomkamp (Chappie, Distrito 9) – veja imagens conceituais do novo filme.