O Prêmio Goya – versão espanhola do Oscar – chegou este ano à sua 29ª edição tendo como grande vencedor o emocionante thriller La Isla Mínima (2014), do diretor Alberto Rodríguez (de Grupo 7).

O filme conquistou 10 prêmios: melhor filme, diretor, ator (Javier Gutiérrez, de O Quarto do Bebê), atriz revelação (Nerea Barros), roteiro original, música, fotografia, montagem, direção de arte e figurino. Teve ainda mais sete indicações: melhor ator (Raúl Arévalo, de Conflito das Águas), ator coadjuvante (Antonio de La Torre, de Balada do Amor e do Ódio), atriz coadjuvante (Mercedes León), direção de produção, maquiagem, som e efeitos especiais.

O filme conta a história de dois detetives de Madri, Pedro Suárez (Arévalo) e Juan Robles (Gutiérrez), que, em 1980, durante um sufocante verão, são enviados ao sul da Espanha, na região da Andaluzia, para investigar o brutal assassinato de duas adolescentes. Robles é um policial veterano que ainda usa métodos da então recém-terminada ditadura franquista e Suárez é um jovem policial que apoia as mudança que vieram com a chegada da Democracia. Ambos devem superar suas diferenças para capturar o serial killer que matou as garotas.


Além das conquistas do Prêmio Goya deste ano, em 2014, já havia conquistado no Festival de San Sebastián os prêmios de melhor ator para Javier Gutiérrez e de melhor fotografia.

Ainda não há previsão para a exibição do filme no Brasil.

Veja o trailer oficial de La Isla Mínima (original em espanhol):