Chefe da DC explica por que universos de filmes e séries não vão se cruzar

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para quem espera ver uma futura interação entre personagens de filmes e séries da DC Comics (seja no cinema ou na TV), pode tirar o cavalinho da chuva. Em entrevista à Variety, a presidente da DC Entertainment, Diane Nelson, revelou que a editora pretende manter ambos seus universos separados.

“Nós estamos com pessoas muitas talentosas, mas [focarmos em um único universo] pode acabar algemando nossos criadores na tentativa de trabalhar com um mesmo enredo ou forçá-los a segurar ou introduzir personagens. Em última análise, dificulta a capacidade de alguém como o (produtor) Bruno Heller de criar um mundo como Gotham, por exemplo”, justificou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apesar disso, a executiva reconhece que a estratégia de universo compartilhado (entre filmes e séries) da Marvel “funcionou lindamente” para o estúdio, mas que não “faria sentido para a Warner Bros. seguir o mesmo plano com suas propriedades”.

Zack Snyder fala sobre construção do universo da DC Comics no cinema

Batman Vs Superman: A Origem da Justiça será o próximo filme do universo DC no cinema e tem estreia marcada para maio de 2016. Na lista, vem depois: Esquadrão Suicida (agosto de 2016), Mulher-Maravilha (2017), Liga da Justiça: Parte I (2017), The Flash (2018), Aquaman (2018), Shazam (2019), Liga da Justiça: Parte II (2019), Cyborg (2020) e Lanterna Verde (2020).

Na TV, a DC tem as séries Arrow, The Flash, Gotham, iZombie e se prepara para lançar Supergirl, Legends of Tomorrow e Lucifer.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio