A filha do ator Paul Walker, falecido em um acidente de carro em novembro de 2013, está processando a montadora Porsche por homicídio culposo. As informações são do TMZ.

Os advogados de Meadow Walker alegam defeitos no carro, que falhou em proteger os ocupantes do carro, um Porsche Carrera GT, da colisão fatal. Segundo eles, o cinto de segurança usado por Walker foi responsável por quebrar suas costelas e sua pelvis, o que fez ele ficar preso no banco do passageiro e impedido de sair do veículo em chamas.

De acordo com o processo, o incêndio no automóvel começou apenas um minuto e 20 segundos após o impacto, o que daria Paul tempo suficiente para escapar do Porshe, se não fossem seus problemas de segurança.


Ainda segundo os advogados, a fabricante de automóveis sabia que o Carrera GT tinha “um histórico de instabilidade e problemas de controle”, e que o acidente poderia ser impedido se o carro tivesse um sistema de estabilização.

Paul Walker completaria 42 anos de idade no último dia 12 de setembro – veja as homenagens ao ator.

Recentemente, Paul Walker surgiu em um vídeo de bastidores inédito de Velozes e Furiosos 7, lançado em antecipação à edição em Blu-ray do filme – assista aqui.

Velozes e Furiosos 7 foi o longa da série que mais faturou e atualmente é a quarta maior bilheteria de todos os tempos.