O roteirista/diretor Drew Goddard (O Segredo da Cabana), que recentemente comentou o tom do abortado filme sobre Sexto Sinistro, grupo de supervilões do universo do Homem-Aranha, agora diz em entrevista ao io9 que o projeto pode ganhar sobrevida – possivelmente na Marvel.

A Sony desenvolvia o longa antes de ter juntado forças com a Marvel para produzir o reboot de Homem-Aranha. Goddard também comentou que pretendia conceber Sexto Sinistro como um “blockbuster de verão, sem a preocupação de continuidade”.

“Seria algo como colocar Peter Parker em uma aventura e depois devolvê-lo para sua vida normal [no próximo filme dele]. Intencionalmente, eu não queria fazer um filme que se preocupasse tanto com mitologia e continuidade, para mim era importante ele se sustentar sozinho”, explicou.


Drew Goddard, porém, não se sente ressentido com o cancelamento do projeto e diz que torcia para ver o Homem-Aranha no universo da Marvel.

“Eu amo a ideia de ver o Homem-Aranha nos filmes da Marvel. Isso é incrível, sempre apoiei essa ideia, afinal, também sou um fã. Mas quem sabe o que o futuro reserva? Isso é Hollywood”.

Tom Holland é o novo intérprete do Homem-Aranha e será introduzido em Capitão América 3: Guerra Civil. No filme, o teioso já estará em atividade há mais de um ano e será tratado como uma espécie de lenda urbana – leia mais.

Diretor do reboot revela idade do novo Peter Parker

De acordo com informações anteriores, o Homem-Aranha usará dois uniformes em Capitão América 3, uma versão caseira e outro mais tradicional. E Tony Stark será responsável pela criação dos lançadores de teia do uniforme clássico do teioso. O traje deve receber mais influências do Homem de Ferro, inclusive incorporar sua tecnologia, nos próximos filmes.

Segundo a descrição do primeiro trailer de Capitão América 3: Guerra Civil, o teioso já protagoniza cenas de luta empolgantes.

O filme será lançado em 14 de abril de 2016 e vai inaugurar a Fase 3 da Marvel. Já o reboot de Homem-Aranha chega aos cinemas em 2017.

Tudo sobre: Homem-Aranha