Velozes e Furiosos 8 | Universal enfrenta problemas para tirar filme do papel

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Velozes e Furiosos 8 ainda se encontra em estágios iniciais de produção, mas segundo o Hollywood Reporter, a Universal já estaria enfrentando problemas nos bastidores do filme.

Um dos mais sérios envolve o diretor. James Wan era contratualmente obrigado a fazer mais dois filmes da série, mas o cineasta informou o estúdio antes do término das filmagens de Velozes e Furiosos 7 que preferia rodar a seguir a continuação de Invocação do Mal (que começou a ser filmada esta semana e contou até com padre no set).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Universal aceitou a decisão de Wan e tentou negociar a volta de Justin Lin, que comandou o terceiro e sexto filmes, mas, assim como Wan, Lin trocou Velozes e Furiosos 8 por outro projeto, no seu caso foi Star Trek 3. O estúdio então voltou a procurar Wan e teria oferecido um acordo, descrito por uma fonte do HR como “dinheiro para mudar de vida”, para James Wan dirigir pelo menos uma das próximas sequências de Velozes e Furiosos.

O cineasta recusou a proposta mais uma vez porque, de acordo com o Hollywood Reporter, sua relutância em voltar para esse universo se deve por conta dos desgastantes dois anos de produção de Velozes 7, que teriam comprometido até a sua saúde, sem contar o trauma pela morte de um dos protagonistas, Paul Walker, no meio das filmagens.

Em função de tudo isso, a Universal agora está sendo obrigada a procurar por diretores fora do mundo de Velozes e Furiosos; Jaume Collet-Serra, experiente diretor de filmes de ação como Sem Escalas e o recente Noite Sem Fim, foi um dos procurados para assumir Velozes e Furiosos 8, mas também não se mostrou disponível ao cargo. Diretores novatos seriam outra opção do estúdio no momento.

Em adição ao drama pela busca de um novo diretor, o estúdio ainda precisa lidar com Vin Diesel que, segundo o HR, se mostrou “extremamente difícil” durante os bastidores de Velozes e Furiosos 7. Além de astro da franquia, ele também exerce o papel de produtor e “costuma questionar até mesmo os pequenos detalhes nas sequências de ação mais elaboradas”, o que acabou tornando a produção do último filme ainda mais complexa.

Uma fonte do HR alega que a Universal teme Vin Diesel querer acumular a função de diretor, já que ele declarou no passado desejar a experiência de ficar atrás das câmeras. Por sinal, Diesel precisa ser consultado quanto à escolha do novo diretor da franquia, mas ele não tem poder de vetar a decisão do estúdio.

De qualquer forma, mesmo tendo uma produção problemática, Velozes e Furiosos 8 é uma das certezas do Universal Studios, pois a monstruosa bilheteria de US$ 1,5 bilhão do último filme – o mais rentável da franquia e a quarta maior bilheteria de todos os tempos – deve assegurar a continuidade da série de ação e carros por mais um tempo.

Velozes e Furiosos 8 deve se passar em Nova York – locação inédita da franquia – e pode contar com a aparição de Cody Walker, irmão de Paul Walker. Segundo o Daily Mail, produtores do longa já estão sondando o ator, que serviu de dublê do irmão falecido no sétimo filme.

Vin Diesel, Dwayne Johnson, Eva Mendes e Jason Statham são os outros atores já confirmados para voltar à sequência.

O oitavo Velozes e Furiosos chegará aos cinemas em 17 de abril de 2017.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio