Um deus no meio dos mutantes. É assim que o roteirista Michael Dougherty descreveu o vilão titular de X-Men: Apocalipse durante entrevista ao IGN.

Dougherty, que retorna à franquia após X-Men 2, considera Apocalipse uma “divindade sobrenatural” no filme. Confira a entrevista mais abaixo, com as recém-vazadas fotos do produção.

Coincidentemente (ou não), o intérprete do poderoso vilão, Oscar Isaac disse recentemente que encarná-lo foi como “brincar de Deus”leia aqui.


X-Men: Apocalipse é a continuação de Dias de um Futuro Esquecido. O filme, que se passará em 1983, mostrará a origem dos mutantes e incluirá novos e antigos personagens na trama.

Bryan Singer defende visual do vilão Apocalipse e fala sobre Magneto

Nos quadrinhos, Apocalipse é presença constante desde que surgiu em X-Factor #6. Considerado o mutante mais velho, surgido no Egito Antigo, o vilão tem o poder de reorganizar a estrutura do próprio corpo – pode, por exemplo, esticar-se ou aumentar de tamanho – e manipular campos de força, elementos e rajadas de energia, entre outras habilidades. Ao ter acesso a tecnologia alienígena, Apocalipse também conseguiu prolongar sua vida por milênios.

As surpresas do primeiro trailer de X-Men: Apocalipse

Dirigido por Bryan Singer, o filme chega aos cinemas brasileiros em 26 de maio de 2016.

Tudo sobre: X-Men – Apocalipse