Morreu nesta quarta-feira (14), em sua casa no Rio de Janeiro, o ator, diretor e produtor brasileiro Luiz Carlos Miele, ou simplesmente Miele, aos 77 anos. Era casado com Anita há cerca de 50 anos e não tinha filhos. A causa da morte foi um ataque cardíaco. Segundo a sua assessoria de imprensa, o corpo será embalsamado.

Miele nasceu em 31 de maio de 1938, no Rio de Janeiro. Era filho da cantora Regina Macedo e, aos 12 anos de idade, iniciou sua carreira artística como ator de rádio. Em 1959, conheceu o compositor Ronaldo Bôscoli, de quem se tornaria amigo e parceiro. Produziu dezenas de programas de televisão, entre os quais se destacam O Fino da Bossa, Elis Especial, Sandra & Miele (com a atriz Sandra Bréa). Após a morte do ator Manuel da Nóbrega, apresentou o programa Praça da Alegria, entre 1976 e 1979, na Rede Globo.

Também produziu festivais de música da Globo, MPB 80 e MPB-Shell 81, e espetáculos musicais como, por exemplo, os de Elis Regina e Wilson Simonal. Era fã de Jazz e Bossa Nova, mas isso não o impediu de produzir um show do maior astro da então Jovem Guarda, Roberto Carlos, em sua primeira apresentação na prestigiosa sala de espetáculos carioca Canecão, um evento que marcou época.


No cinema, atuou em filmes como O Homem e sua Jaula (1969), O Capitão Bandeira contra o Dr. Moura Brasil (1971), A Estrela Sobe (1974), O Homem Nu (1997) e o documentário Simonal – Ninguém Sabe o Duro Que Dei (2007). Deixou mais dois filmes póstumos: Prometo Um Dia Deixar Essa Cidade (2014, ainda a ser lançado) e Depois de Você (2015, com lançamento previsto para 2 de junho de 2016).

O Brasil perdeu um talentoso artista. Que descanse em paz.

Veja aqui um vídeo de Miele, de 2009, quando ele comemorava 50 anos de carreira: