David Goyer, roteirista de O Homem de Aço, justificou a polêmica decisão do Superman no final de O Homem de Aço.

Durante a batalha final contra o General Zod, o super-herói foi forçado a matá-lo após o vilão ameaçar destruir a cidade e tirar a vida de milhares de inocentes. Mesmo diante desse terrível cenário, muitos fãs acreditam que o Superman poderia ter tomado outra atitude.

“Ele só havia sido o Superman meio que por uma semana”, afirmou Goyer em entrevista ao Nerdist. “Ele não era o Superman dos quadrinhos da DC que todos conheciam. Ele voou pela primeira vez dias antes [da batalha final]. Ele ainda não tinha lutado contra alguém com superpoderes. E, então, ele enfrenta um cara que não só é superpoderoso, mas que também é treinado desde o nascimento para usar seus poderes, que é uma máquina de matar sobre-humana, que dizia que nunca iria parar até destruir toda a humanidade”.


“Então qual o desfecho certo dessa história?”, questionou. “Eu acho que o jeito certo é derrubar essse alienígena, passar pela situação amoral e horrível de ser forçado a matar, mesmo sem querer, a única outra pessoa da sua raça. Tirando o Superman de lado, eu acredito que essa foi a forma certa de contar essa história”, defendeu.

O Homem de Aço volta aos cinemas em Batman Vs Superman: A Origem da Justiça, mas um novo filme solo do kryptoniano pode estar a caminho.

O estúdio ainda não oficializou O Homem de Aço 2, mas já estão saindo rumores sobre a história e os vilões do filme, que seriam Brainiac e Bizarro, uma versão monstruosa do Superman.

Segundo o Heroic Hollywood, a principal motivação de Brainiac é a busca pelo Codex, objeto que revela informações genéticas do povo de Kripton, que está com a Supergirl. A heroína, inclusive, serviria como a protagonista feminina da trama, tendo tanto tempo de tela quanto o seu primo.

O Homem de Aço 2 pode sair entre 2019 e 2020.

Batman Vs Superman: A Origem da Justiça será o próximo filme do universo DC no cinema e tem estreia marcada para maio de 2016. Na lista, vem depois: Esquadrão Suicida (agosto de 2016), Mulher-Maravilha (2017), Liga da Justiça: Parte I (2017), The Flash (2018), Aquaman (2018), Shazam (2019), Liga da Justiça: Parte II (2019), Cyborg (2020) e Lanterna Verde (2020).