Após estrear com números decepcionantes nas bilheterias, Peter Pan pode custar um prejuízo de US$ 130 milhões a US$ 150 milhões para a Warner Bros. A informação é do Hollywood Reporter.

Estrelada por Hugh Jackman, a nova versão live-action da fábula de J.M. Barrie fez apenas US$ 15,3 milhões em seu primeiro fim de semana nos EUA e mais US$ 20,4 milhões em 54 mercados interncionais, números bem distantes do orçamento de US$ 150 milhões – sem contar os gastos de US$ 125 milhões com marketing, o que eleva o total para US$ 275 milhões.

De acordo com estimativas da publicação, o filme deve terminar com uma arrecadação final de US$ 135 milhões.


Crítica 1 | Crítica 2

Peter Pan (Levi Miller) é um garoto travesso de 12 anos com uma característica rebelde irreprimível, mas no sombrio orfanato de Londres onde passou toda a sua vida, essas qualidades certamente não evoluem e muito menos “voam”. Então, em uma noite incrível, Peter Pan é levado para longe do orfanato e transportado para um mundo fantástico de piratas, guerreiros e fadas chamado Terra do Nunca. Lá, ele encontra extraordinárias aventuras e batalhas de vida ou morte, enquanto tenta descobrir o segredo de sua mãe, que o deixou no orfanato há muito tempo, e seu lugar de direito nesta terra mágica. Juntando-se com a guerreira Princesa Tigrinha (Rooney Mara) e um novo amigo chamado James Gancho (Garrett Hedlund), Peter Pan tem que derrotar o cruel pirata Barba Negra (Hugh Jackman) para salvar a Terra do Nunca e descobrir seu verdadeiro destino – se tornar o herói que será conhecido para sempre como Peter Pan.

Dirigido por Joe Wright (Anna Karenina, Orgulho & Preconceito), Peter Pan chegou ao Brasil no dia 8 de outubro com cópias 3D, 2D e IMAX.

https://www.youtube.com/watch?v=xFtd8fRPxVY