Durante entrevista à revista Interview, Carrie Fisher, a intérprete da Princesa Leia de Star Wars, deu um conselho para a nova protagonista da saga, Daisy Ridley.

Questionada sobre o status de símbolo sexual, que agora deve passar para Ridley, Carrie Fisher admitiu se sentir “desconfortável” com o assunto e então aconselhou a estrela de Star WarsO Despertar da Força: “Não seja uma escrava como eu fui”.

“Você deve lutar pelo seu figurino. Continue lutando contra o biquíni de escrava”, disse a veterana atriz.


O recém-divulgado trailer de Star Wars 7 foi visto 128 milhões de vezes em um único dia na internet, além de ter sido assistido por quase 16 milhões de espectadores em seu lançamento nos EUA, durante um jogo do Monday Night Football na segunda (19). Os dados são do site oficial da saga.

Apesar de todo o sucesso, o novo Star Wars está sendo alvo de uma campanha de boicote nas redes sociais que, através da hashtag #BoycottStarWarsVII (#BoicoteStarWarsVII), o acusa de promover “genocídio branco” ao apresentar um trio de protagonistas não-caucasianos – leia mais.

Dirigido por J.J. Abrams, Star Wars: O Despertar da Força, o sétimo capítulo da saga e início de uma nova trilogia de filmes, estreia no Brasil em 17 de dezembro. A superprodução ocupará toda as salas IMAX do EUA durante seu primeiro mês de lançamento.

Já Star Wars: Episódio 8 terá direção de Rian Johnson e estreia em maio de 2017; candidatas à protagonista feminina já estão sendo procuradas (conheça as primeiras). Abrams descartou seu retorno à franquia, mas diz que aprova seu substituto – leia mais. Colin Trevorrow, de Jurassic World, recentemente foi confirmado na direção do Episódio IX e já começou a se preparar para o filme – veja aqui.

A franquia também ganhará filmes derivados; o primeiro é o longa de assalto Star Wars: Rogue One, com lançamento marcado para 16 de dezembro de 2016. O próximo derivado será um filme sobre as origens de Han Solo – leia mais.

Veja as imagens mais recentes:

Tudo sobre Star Wars: O Despertar da Força