A ausência de Luke Skywalker (Mark Hamill) no trailer final de Star Wars: O Despertar da Força aumentou as especulações e teorias de que o Jedi entrou para o lado negro da Força. E o próprio intérprete do personagem reconhece a possibilidade.

Ou melhor, reconheceu a 10 anos atrás. Foi divulgado (via AVClub e Hollywood Reporter) um clipe da participação de Mark Hamill no programa Dinner For Five, em que ele discutiu com o J.J. Abrams – que viria a ser o diretor de Star Wars 7 – sua ideia de tornar Luke Skywalker um vilão.

Questionado sobre a ida de Anakin para o lado negro, Hamill disse que “deveria ter sido eu. Eu dei essa ideia para George [Lucas]”, revelou.


“Como ator, isso seria mais divertido. Eu achei que esse seria o destino [do personagem] depois do final de O Império Contra-Ataca. Imaginei que isso poderia ser seu momento crucial. Eu voltaria, mas teria Han Solo na minha mira, e eu mataria ele ou a Princesa Leia ou alguém com quem nós nos importamos”, disse o ator na época, sem saber que reprisaria Luke anos mais tarde em O Despertar da Força – veja a entrevista mais abaixo.

Se Luke Skywalker será ou não do mal em Star Wars: O Despertar da Força, a ideia, de qualquer forma, é velha. A minissérie em quadrinhos Star Wars: Dark Empire, lançada pela Dark Horse em 1991, já trouxe em suas páginas um Luke vilão e aprendiz do Imperador Palpatine.

O recém-divulgado trailer final foi assunto de mais de 390 mil tuítes e 2,1 milhões de interações no Facebook – assista a prévia, em português, mais abaixo.

Apesar de todo o sucesso, o novo Star Wars está sendo alvo de uma campanha de boicote nas redes sociais que, através da hashtag #BoycottStarWarsVII (#BoicoteStarWarsVII), o acusa de promover “genocídio branco” ao apresentar um trio de protagonistas não-caucasianos – leia mais.

Dirigido por J.J. Abrams, Star Wars: O Despertar da Força, o sétimo capítulo da saga e início de uma nova trilogia de filmes, estreia no Brasil em 17 de dezembro. A superprodução ocupará toda as salas IMAX do EUA durante seu primeiro mês de lançamento.

Já Star Wars: Episódio 8 terá direção de Rian Johnson e estreia em maio de 2017; candidatas à protagonista feminina já estão sendo procuradas (conheça as primeiras). Abrams descartou seu retorno à franquia, mas diz que aprova seu substituto – leia mais. Colin Trevorrow, de Jurassic World, recentemente foi confirmado na direção do Episódio IX e já começou a se preparar para o filme – veja aqui.

A franquia também ganhará filmes derivados; o primeiro é o longa de assalto Star Wars: Rogue One, com lançamento marcado para 16 de dezembro de 2016. O próximo derivado será um filme sobre as origens de Han Solo – leia mais.

Entrevista

https://www.youtube.com/watch?v=W5EU5kM2pX0

Trailer

Tudo sobre Star Wars: O Despertar da Força