Star Wars | George Lucas explica por que não quer mais dirigir filmes da saga

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

George Lucas não dirige mais filmes desde Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith (2005), e em entrevista à Vanity Fair o criador da saga explicou sua relutância em voltar a comandar filmes da saga, ou qualquer outra superprodução.

“Você tenta fazer um filme e tudo que consegue é ser criticado. E pessoas tentam tomar decisões sobre o que você vai fazer antes de você fazer. Sabe, isso não é muito divertido. Você não consegue saborear a experiência e você não pode fazer nada. Você tem que fazer da forma que eles [do estúdio] querem. Eu não gosto disso, e nunca gostei”, desabafou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lucas, no entanto, pretende voltar a ficar atrás das câmeras, mas apenas para rodar “filmes experimentais”. Apesar disso, segundo ele, “é claro que ninguém quer ver filmes experimentais” e sabe que “vou dirigir filmes que não serão mostrados em todos os lugares”.

Dirigido por J.J. Abrams, Star Wars: O Despertar da Força é o sétimo e novo capítulo da saga, que vai começar uma nova trilogia de filmes. Sua estreia no Brasil está marcada para 17 de dezembro.

Já Star Wars: Episódio 8 terá direção de Rian Johnson e estreia em maio de 2017; candidatas à protagonista feminina já estão sendo procuradas (conheça as primeiras). Abrams descartou seu retorno à franquia, mas diz que aprova seu substituto – leia mais. Colin Trevorrow, de Jurassic World, recentemente foi confirmado na direção do Episódio IX e já começou a se preparar para o filme – veja aqui.

A franquia também ganhará filmes derivados; o primeiro é o longa de assalto Star Wars: Rogue One, com lançamento marcado para 16 de dezembro de 2016. O próximo derivado será um filme sobre as origens de Han Solo – leia mais.

Tudo sobre Star Wars: O Despertar da Força

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio