Em entrevista ao EW, o diretor de WarcraftO Primeiro Encontro de Dois Mundos, Duncan Jones afirmou que sua adaptação de World of Warcraft não é apenas para fãs fiéis dos jogos.

“Eu sou um jogador de Warcraft, mas me considero um cineasta em primeiro lugar. Eu acho que um dos motivos que fez o filme demorar tanto para sair foi a preocupação sobre o que ele precisava ser e como ele precisava ser para aqueles que não conhecem os jogos. Andar por essa linha foi algo complicado, ter a certeza de fazer os fãs sentirem que esse mundo é o deles e ao mesmo tempo introduzir [Warcraft] para pessoas que não sabem nada sobre a franquia. Por isso o filme demorou tanto tempo”.

O cineasta depois comparou seu trabalho com o de Peter Jackson, diretor das trilogias O Hobbit e O Senhor dos Anéis:


“Peter Jackson passou por isso com O Senhor dos Anéis. Sempre haverá uma base de fãs fieis de Tolkien, que querem garantir que as adaptações se mantenham fieis ao espírito de sua obra. Obviamente, não temos a mesma quantidade de histórias de Tolkien. Temos uma base diferente de fãs, mas eles são apaixonados da mesma forma. Então, tive um trabalho similar”.

Veja mais abaixo um teaser legendado de Warcraft, que antecipa cenas do primeiro trailer, previsto para sair nesta sexta-feira (6).

O filme acompanha o conflito gerado pelo primeiro contato entre orcs e humanos, mostrando os dois lados da história. De um lado está Anduin Lothar (Travis Fimmel), o personagem principal da Aliança, que sacrificou tudo para manter salvo o povo de Azeroth, e do outro Durotan (Toby Kebbel), o principal personagem da Horda, nobre chefe do clã Frostwolf, que batalha para salvar seu povo e sua família da extinção.

Completam o elenco: Ben Foster (Medivh), Ben Schnetzer (Khadgar), Clancy Brown (Blackhand), Daniel Wu (Gul’Dan), Dominic Cooper (Rei Llane Wrynn) e Paula Patton (Garona).

Dirigido por Duncan Jones (Lunar), WarcraftO Primeiro Encontro de Dois Mundos estreia no Brasil em 9 de junho de 2016.