Kristen Stewart: “As pessoas deveriam parar de reclamar sobre a desigualdade de gêneros”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante sua passagem pelo Festival de Sundance, Kristen Stewart (A Saga Crepúsculo) se posiconou em entrevista à Variety sobre a desigualdade de gêneros em Hollywood. Ela não apoia artistas ligados à indústria ficarem reclamando sobre o assunto, já que é a favor de uma ação mais proativa.

“Ao invés de ficarmos sentados reclamando, precisamos fazer alguma coisa. Vá escrever ou fazer algo. Isso é fácil de dizer. É difícil pra caramba fazer filmes, é um luxo imenso. Quem faz cinema? Mas esse é um tema crescente em todo o mundo no momento”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“É difícil para mim dizer isso, sou muito tímida”, continuou. “Também tenho muita sorte e muitos trabalhos a disposição o tempo todo. Então soa estranho para mim dizer que não é justo”, completou.

Kristen Stewart contou ainda que essa sua postura foi influenciada pela mãe: “Ela é uma artista, uma pintora e também revisora de roteiros, quando não tinha trabalho, arrumava algo para fazer, ela nunca se cansava”.

Uma recente pesquisa conduzida pela Associação Norte-Americana de Diretores (DGA) revelou números alarmantes para as cineastas do sexo feminino: apenas 6,4% dos filmes de Hollywood são dirigidos por mulheres – leia aqui.

E dos 6,4% dos filmes dirigidos por mulheres entre 2013 e 2015, uma minúscula porcentagem de 1,3 são feitos por diretoras de minorias étnicas. Ou seja, a indústria cinematográfica continua sendo dominada por diretores caucasianos.

Não são apenas diretoras afetadas pela desiguldade de gêneros em Hollywood. Recentemente, estrelas como Jennifer Lawrence levantaram a bandeira sobre a desiguldade de salários – veja.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio