Oscar 2016 | Academia cede à pressão e anuncia mudanças para aumento de diversidade

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conforme se esperava, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou que vai reformular suas regras a fim de aumentar a diversidade racial entre os indicados ao Oscar. As mudanças chegam após protestos e ameaças de boicote de várias pessoas ligadas a indústria cinematográfica pela ausência de indicados negros e latinos na cerimônia deste ano.

Entre as mudanças, que entram em vigor já em 2016, a Academia pretende dobrar o número de mulheres e pessoas de outras etnias entre os membros do conselho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, a validade de cada membro da organização foi revista e agora os votantes do Oscar vão manter seu status de membro por 10 anos, sendo possível a renovação apenas para aqueles que se mantiverem ativos na indústria pela última década – embora os que perderem os direitos de votar terão seus benefícios preservados. Já os filiados com mais de 30 anos ganharão o direito vitálico de votar.

“A Academia vai liderar e não esperar a mudança na indústria”, disse Cheryl Boone Isaacs, presidente da instituição. “Estas novas medidas em termos de administração e votação terão um impacto imediato e vão começar o processo de mudança significativa na composição de nossa associação”, prometeu.

Espera-se que todas as medidas sejam implantadas até 2020.

A organização responsável pelo Oscar também vai lançar uma ambiciosa campanha global com o objetivo de recrutar novos membros que “representem um aumento na diversidade” da Academia.

Já como ação imediata, a instituição contará com três novos reguladores em seu conselho.

De acordo com o The New York Times, a Academia considera aumentar para 10 o número de indicados a melhor filme – desde 2010, uma regra permite que a categoria tenha entre cinco a dez finalistas – e também subir o número de indicados nas categorias de atuação; ao invés dos tradicionais cinco, a partir do próximo ano as categorias de ator/atriz principais e coadjuvantes podem contar com até 10 indicados, aumentando assim as chances de atores negros, latinos e asiáticos concorrerem a Oscars. Todas essas estratégias ainda serão discutidas.

Anteriormente, a própria presidente da Academia lamentou a falta de diversidade da premiação este ano, dizendo estar “desapontada” com o fato. Por sua vez, o apresentador da cerimônia, Chris Rock, a classificou de “O BET Awards branco” – leia aqui.

Spike Lee, Jada Pinkett Smith e Will Smith já anunciaram que vão boicotar a cerimônia do Oscar.

Confira os trailers dos indicados a melhor filme

Pelo segundo ano consecutivo, todos os 20 atores indicados às categorias principais são brancos, e apenas um dos diretores indicados, o mexico Alejandro G. Iñárritu (O Regresso), não é caucasiano.

Oscar 2016 e as “surpresas” da Academia

2016 é o ano do cinema de ação no Oscar. Filmes do gênero como Mad Max: Estrada da Fúria, Star Wars: O Despertar da Força, O Regresso e Perdido em Marte dominaram as categorias técnicas – leia mais.

Confira a lista completa dos indicados ao Oscar 2016

A entrega dos prêmios acontecerá em 28 de fevereiro, em cerimônia apresentada por Chris Rock, que substituirá Neil Patrick Harris no comando da maior festa do cinema.

Tudo sobre o Oscar 2016

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio