Bilheteria EUA | Deadpool quebra recordes; é a maior abertura da franquia X-Men

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deadpool superou todas as expectativas e estreou com recordes de bilheteria nos EUA neste fim de semana do Dia dos Namorados. O filme solo do mercenário vivido por Ryan Reynolds fez US$ 135 milhões, conquistando a liderança absoluta e fazendo a maior abertura de todos os tempos para um filme com censura 16 anos, superando Matrix Reloaded (US$ 91,7 milhões) – sem contar a maior abertura de um diretor estreante, para Tim Miller.

Também bateu Cinquenta Tons de Cinza (US$ 93 milhões), o recordista anterior nesta mesma época do ano, além de ter registrado a melhor estreia em solo americano da franquia X-Men e a maior abertura da distribuidora Fox, ultrapassando Star Wars: A Vingança dos Sith (US$ 108,4 milhões). Mundialmente, Deadpool arrecadou US$ 260 milhões em seu quatro primeiros dias de exibição, número quatro vezes superior ao seu orçamento de US$ 58 milhões.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Crítica | Deadpool

No longa-metragem, Ryan Reynolds volta ao papel do anti-herói, já vivido por ele em X-Men Origens: Wolverine. A brasileira Morena Baccarin (Copycat), T.J. Miller (Fuinha), Gina Carano (Angel Dust), Brianna Hildebrand (Negasonic Teenage Warhead), Ed Skrein (Ajax) e Andre Tricoteux (Colossus) completam o elenco.

Artigo | Ryan Reynolds é um relutante galã hollywoodiano

Deadpool chegou ao Brasil em 11 de fevereiro.

Kung Fu Panda 3 caiu do primeiro para o segundo lugar, fazendo mais US$ 19,7 milhões e chegando a um total de US$ 100 milhões nos EUA.

Na trama, quando o pai sumido de Po reaparece, a dupla parte numa viagem rumo a um secreto paraíso dos pandas e conhece dezenas de novos personagens. Mas quando o vilão sobrenatural Kai começa a varrer da existência todos os mestres de kung fu da China, Po deve fazer o impossível: treinar uma aldeia cheia de irmãos desajeitados a fim de torná-los em definitivos Kung Fu Pandas.

Alessandro Carloni e Jennifer Yuh, que já dirigiu Kung Fu Panda 2, codirigem o filme. Kung Fu Panda 3 chega ao Brasil em 17 de março.

Como Ser Solteira, comédia romântica protagonizada por Dakota Johnson e Rebel Wilson, estreou em terceiro lugar com US$ 18,7 milhões.

Na trama, Robin (Rebel Wilson), uma jovem especialista em festas, ajuda a amiga solteira Alice (Dakota Johnson), recém-chegada em Nova York, a se enturmar na cidade. O filme é baseado no livro de Liz Tuccillo e também conta com Damon Wayans Jr., Anders Holm e Alison Brie no elenco.

Dirigido por Christian Ditter (Simplesmente Acontece), Como Ser Solteira será lançado em 25 de fevereiro no Brasil.

Outro lançamento da semana, Zoolander 2 apareceu em quarto lugar com US$ 15,6 milhões, números abaixos dos US$ 25 milhões esperados pelo estúdio Paramount.

Nesta continuação da comédia lançada em 2001, os fashionistas Derek Zoolander (Ben Stiller) e Hansel (Owen Wilson) voltam a se envolver em uma louca competição. Os atores gravaram cenas em Paris, durante a Paris Fashion Week, chegando a invadir a passarela da grife Valentino.

Com direção de Stiller, Zoolander 2 estreia em 3 de março no Brasil.

O Regresso, estrelado por Leonardo DiCaprio, perdeu duas posições e fechou o top 5 com US$ 6,9 milhões, o mesmo montante arrecadado na semana anterior. No total doméstico, o filme já tem US$ 159 milhões.

Confira a crítica do filme

Adaptado da obra homônima de Michael Punke, o drama de sobrevivência do diretor Alejandro González Iñárritu (Birdman) se passa no século 19 e conta a épica aventura de um homem por sobrevivência e o extraordinário poder do espírito humano. Em uma expedição pelo desconhecido deserto americano, o lendário explorador Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) é brutalmente atacado por um urso e deixado como morto pelos membros de sua própria equipe de caça.

Em uma luta para sobreviver, Glass resiste à dor inimaginável, bem como à traição de seu confidente, John Fitzgerald (Tom Hardy). Guiado pela força de vontade e pelo amor de sua família, Glass deve navegar um inverno brutal em uma incessante busca por sobrevivência e redenção.

Leonardo DiCaprio admitiu que O Regresso, que lhe garantiu vitórias no Globo de Ouro, SAG, e uma indicação ao Oscar, foi o filme mais difícil de sua carreira – leia aqui. O drama chegou ao Brasil em 4 de fevereiro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio