Deuses do Egito deve se tornar a primeira grande bomba de 2016

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deuses do Egito é forte candidato a se tornar o primeiro grande fracasso de bilheteria do ano.

O épico, que chegou ao Brasil na quinta-feira (25), estreou neste fim de semana nos EUA e, segundo o Deadline, os números iniciais não são nada positivos. Estima-se uma fraca abertura na casa dos US$ 13 milhões, cifra bem distante do robusto orçamento de US$ 140 milhões do longa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além das críticas, Deuses do Egito também está enfrentando a forte concorrência de Deadpool, que deve liderar as bilheterias americanas pela terceira semana consecutiva.

Após a divulgação do primeiro trailer e cartazes, o épico foi duramente criticado por conta da sua escalação de elenco, composto praticamente por atores caucasianos. Em entrevista à Forbes, o diretor Alex Proyas admitiu que poderia ter feito um trabalho melhor em formar um elenco mais diversificado – leia aqui.

Baseada na mitologia egípcia, a trama acompanha um herói inesperado que surge quando a humanidade está ameaçada. O impiedoso deus Set (Gerard Butler) usurpou o trono do Egito e mergulhou o império, até então pacífico, numa realidade de caos e conflito. Com apenas alguns opositores ao seu reinado, Set precisa enfrentar Bek (Brenton Thwaites), um humano corajoso que não tem medo de uma luta e pede a ajuda do deus Hórus (Nikolaj Coster-Waldau) para uma improvável aliança contra o senhor do mal.

Elodie Yung, Chadwick Boseman e Courtney Eaton também estão no elenco de Deuses do Egito, escrito pela dupla Matt Szama e Buk Sharpless, de Drácula: A História Nunca Contada.

A direção de Deuses do Egito ficou a cargo de Alex Proyas (Eu, Robô).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio