Guerra Civil | “Tony Stark é um pouco vilão”, diz produtor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista à Entertainment Weekly, o diretor da Marvel Studios Kevin Feige conversou sobre o equilíbrio entre os lados do Capitão América e do Homem de Ferro em Guerra Civil, novo filme da franquia que mostra os dois heróis em conflito. Segundo ele, o filme busca um balanço que os quadrinhos não tem.
“Nos anos depois dos quadrinhos de Guerra Civil, Tony Stark é um pouco vilão”, disse Feige. “Ele fez o que fez pelas razões certas, e é um futurista, mas foi marcado como um vilão nos quadrinhos”.
Segundo Feige, a ideia do filme é causar um debate mais acalorado. “Nós queríamos que as pessoas saíssem do cinema e que discutissem no estacionamento. ‘Não, eu acho que o Capitão estava certo’, ou ‘não, eu estou com o Tony’”, brincou o produtor. “Acho que na última exibição teste que fizemos, a divisão em relação a quem estava de qual lado ficou quase 50% para cada”.
Um dos roteiristas, Christopher Markus, que escreveu também os dois filmes anteriores do Capitão, concorda. “Deus sabe que amo o Capitão América, e que nós amamos rebeldes nos filmes”, disse. “Mas se fosse na minha realidade, talvez eu não quisesse pessoas super-poderosas soltas por aí sendo capazes de fazerem o que bem entendessem”.

“Ninguém consegue copiar a Marvel”, diz Chris Evans

O produtor e o roteirista também falaram da questão do filme finalmente encarar a grande quantidade de destruição e efeitos colaterais que a ação dos heróis tem nas cidades em que atuam. “Há uma diferença entre um filme de desastre, um filme de monstro, e um filme de super-herói”, comentou Markus. “Se as pessoas estão morrendo em um filme de super-herói, o protagonista não está fazendo seu trabalho direito”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O outro roteirista, Stephen McFreely, usou Vingadores: Era de Ultron como exemplo: “Eles salvaram muita gente, mas eles também destruíram toda uma cidade. Quer dizer, eles não fizeram isso, mas eles são parte do motivo pelo qual alguém fez”, comentou. “Você acha que eles salvaram cada fazendeiro perdido na cidade toda? Não, houve mortes”.

“O Homem-Aranha rouba a cena”, dizem as primeiras críticas

Capitão América: Guerra Civil chegará aos cinemas brasileiros em 28 de abril, inaugurando a Fase 3 da Marvel, mas já iniciou sua pré-venda. Com 2 horas e 27 minutos, será o filme mais longo do universo da Marvel.

Vaza possível foto da morte de personagem importante do filme

Capitão América: Guerra Civil será SIM um Vingadores 2.5; saiba por que

O filme começa onde Vingadores: Era de Ultron parou, com Steve Rogers liderando a nova equipe dos Vingadores em seus esforços contínuos para proteger a humanidade. Depois que outro incidente internacional envolvendo os Vingadores causa danos colaterais, o aumento da pressão política resulta na instalação de um sistema de responsabilidade e um conselho governamental para determinar quando solicitar os serviços da equipe.

Quando o governo então cria um órgão para supervisionar os Vingadores, o super time de heróis se divide em dois. Um liderado por Steve Rogers e seu desejo em manter os Vingadores livres para defender a humanidade sem interferência do governo, e o outro que segue a surpreendente decisão de Tony Stark em apoiar o governo na fiscalização de seus atos. Enquanto a equipe está fragmentada, surge um novo e nefasto vilão.

Artigo | Por que e como a Guerra Civil começa

Primeiras reações apontam filme como “terror emocional”

O elenco traz Chris Evans como Capitão América, Robert Downey Jr como Homem de Ferro, Tom Holland como Homem-Aranha, Frank Grillo como o vilão Ossos Cruzados, Chadwick Boseman como Pantera Negra, Scarlett Johansson como Viúva Negra, Sebastian Stan como Soldado Invernal, Anthony Mackie como Falcão, Jeremy Renner como Gavião Arqueiro, Elizabeth Olsen como Feiticeira Escarlate, Daniel Brühl como Barão Zemo, Emily VanCamp como Agente 13, Don Cheadle como Jim Rhodes/Máquina de Combate, Paul Bettany como Visão, Paul Rudd como Homem-Formiga, William Hurt como General Ross e Martin Freeman.

“Steve e Bucky têm uma história de amor”, confessa diretor

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio