Os personagens mais legais da Marvel ainda não aproveitados no cinema

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O universo da Marvel nos quadrinhos é uma fonte tão inesgotável de história e de personagens (afinal, são mais de cinco décadas de super-heróis) que, mesmo depois de 23 filmes com personagens da editora (contando os que já foram anunciados mas não lançados), ainda tem uma porrada de super-heróis e vilões interessantes esperando para serem explorados.

É bem possível que nunca vejamos vários deles chegando aos cinemas, mas de uma forma ou de outra vale a pena exercitar a imaginação. Se você fizesse parte do time da Marvel Studios, que personagens teriam sua preferência, e que atores você tentaria escalar pra vive-los? Aqui vai a nossa lista:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mulher Hulk

É difícil pensar em como a Mulher Hulk se encaixaria no atual desenho da MCU, especialmente no estilo mais realista das atuais aventuras dos Vingadores. Mas com a terceira e quarta fases do universo do estúdio chegando, talvez a MCU assuma um tom mais aberto e a advogada Jennifer Walters, prima do Dr. Bruce Banner que recebe dele uma transfusão de sangue e acaba se tornando uma versão suavizada do Hulk (no caso, mantendo a capacidade de controlar suas ações mesmo quando transformada), possa entrar nas histórias. Seria uma oportunidade única de ter outra mulher “porreta” no elenco de personagens do MCU.

Caso um dia aconteça, podemos por favor ter Ronda Rousey, a lutadora de MMA que anda investindo na atuação nos últimos tempos? Também aceitaríamos Jessica Biel (O Vingador do Futuro), é claro.

Eco

Essa é uma sugestão para as futuras temporadas de Demolidor, do Netflix. Uma das personagens mais bacanas das aventuras do herói de Hell’s Kitchen desde que foi criada, em 1999, Eco é na verdade Maya Lopez, uma garota surda, filha de um rival do Rei do Crime que o próprio baleou quando Maya ainda era criança. Criando-a como sua filha, o Rei do Crime a mandou para matar o Demolidor, que ele disse a ela ser o responsável pela morte de seu pai, mas Maya e Matt Murdock acabam se apaixonando. Outra mulher extraordinariamente forte do universo Marvel, e uma personagem cheia de complexidades para explorar, Eco precisa entrar no MCU em algum momento.

Escalar Stephanie Beatriz, que faz a Rosa de Brooklyn Nine-Nine, não seria uma má ideia se ela se comprometer a se esforçar na atuação dramática – a aparência e o estilo ela já tem.

Pecado

Na verdade, Pecado já apareceu, de certa forma, no MCU: ela é uma das vilãs do vídeo-game de Capitão América: O Soldado Invernal, mas curiosamente não aparece no filme. Isso talvez seja por conta da resistência da MCU de mostrar o Caveira Vermelha como a entidade quase indestrutível que ele se tornou nos quadrinhos, uma vez que a Pecado dos gibis é filha do Caveira, cuja mãe morreu durante o parto, e que foi criada por toda a vida para incorporar as doutrinas do pai. Uma das vilãs mais maliciosas e psicopáticas de todo o rol de personagens da Marvel, a Pecado poderia ter um papel bem pequeno em qualquer uma das aventuras futuras do estúdio, mas como explicar sua origem?

Se um dia os roteiristas resolverem esse problema, nós escalaríamos a jovem (mas perfeitamente capaz) Maisie Williams, a Arya de Game of Thrones, no papel.

Mulher-Aranha

Das várias versões dessa personagem (ou ao menos de personagens usando esse mesmo nome) que surgiram na Marvel desde os anos 70, a mais interessante talvez seja a primeira, Jessica Drew. A origem de Drew não tem nada a ver com o Homem-Aranha – na verdade, a mãe da heroína foi atingida por radiação contendo o DNA de várias espécies de aranhas durante e gestação, e a criança portanto recebeu uma coleção de habilidades impressionante. Amada por muitos fãs de quadrinhos e por desenhistas e roteiristas como Carmine Infantimo, Drew faz parte do grupo Novos Vingadores nos quadrinhos, especialmente depois dos acontecimentos da Guerra Civil.

A candidata ideal para interpretar Drew, aos nossos olhos, é provavelmente Michelle Monaghan (a esposa de Woody Harrelson na primeira temporada de True Detective), mas clamores dos fãs por Emmy Rossum e Gemma Arterton não são más ideias.

Capuz

Um dos vilões mais proeminentes da Marvel no pós-Guerra Civil, o Capuz é um dos chefões do crime em Nova York nessa época dos quadrinhos, e reúne consigo um time de outros vilões e criminosos formidável. Seus poderem vem das botas e da capa, ambas roubadas de um demônio que ele encontrou enquanto fazia um assalto. Assim, o pequeno criminoso Parker Robbins se torna o ambicioso e perigoso Capuz, se enfrentando com virtualmente todos os super-heróis da Marvel desde então. Seria uma boa pedida para um vilão expansivo e interessante para juntar os heróis da próxima fase do estúdio.

Wentworth Miller (o atual Capitão Frio de Legends of Tomorrow) não seria uma má ideia para o papel.

Hercules

Introduzir mitologia greco-romana no universo já expansivo da Marvel (que já inclui mitologia nórdica) talvez seja um pouco difícil no momento, mas a galeria de personagens que a editora emprestou dos deuses do Olimpo é tão bacana que fica nossa torcida para que isso aconteça no futuro. O mais legal deles, e o mais famoso nos quadrinhos, é Hércules, versão anabolizada do herói mitológico, filho de Zeus, que é mostrado como um aliado de Thor em várias lutas e arcos de história.

E que tal John Cena, que recentemente se destacou em papeis menores em comédias como Irmãs e Descompensada, para interpretar o papel? O porte físico, com certeza, ele tem.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio